Aplicação do Pronunciamento Técnico CPC 27 – Ativo Imobilizado - na Produção da Indústria Cerâmica

Alexandre Ribeiro da Silva, Marcelo Paulo de Arruda

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo verificar a aplicação do CPC 27 nas indústrias cerâmicas brasileiras. Por meio da pesquisa descritiva com abordagem quali-quantitativa verificou-se o impacto da aplicação das IFRS na vida útil dos bens do Ativo Imobilizado; no cálculo da depreciação; no resultado; e no valor do Grupo Ativo Imobilizado. A amostra consistiu na seleção de dois grupos empresariais que adotaram o CPC 27 entre os anos de 2008 e 2009. Os resultados demonstraram que a vida útil dos bens do ativo imobilizado estava subavaliada; que o cálculo da depreciação foi afetado pela mudança na vida útil dos bens, bem como pela aplicação do custo atribuído (deemed cust); que o índice ROA (return of assets) convergiu em seus resultados após a aplicação do IFRS; que o Ativo Imobilizado teve um aumento relevante de seu valor quando foi adotado o custo atribuído.


Palavras-chave


Ativo Imobilizado; Contabilidade; Indústria Cerâmica

Texto completo:

Artigo

Referências


BEUREN, ILSE MARIA. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2006

CARMO, M. F.; SILVA, A. P. F. Nível de Conformidade do Tratamento Dados ao Grupo Ativo Imobilizado as Orientações Dadas pelo CPC-27: um estudo nos maiores bancos brasileiros. Revista HumanÆ Questões controversas do mundo contemporâneo, v. 10, n. 1, 2016.

CERVO, A. L. BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 5.ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002

COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS. Instrução Normativa n° 457, de 13 de julho de 2007. Dispõe sobre a elaboração e divulgação das demonstrações financeiras consolidadas, com base no padrão contábil internacional emitido pelo International Accounting Standards Board – IASB.

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS. Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Disponível em: . Acesso em 27 de Agosto de 2016.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC., disponível em Conselho Federal de Contabilidade - Portal CFC: Disponível em: . Acesso em 23 de Setembro de 2016

COSTA, T. A.; ALMEIDA, S. R. V.; SILVA, A. H. C. Análise dos impactos das normas internacionais de contabilidade sobre o lucro líquido e patrimônio líquido das empresas de extração e processamento e recursos naturais. Revista Pensar Contábil, v. XIV, n. 54, maio/ago. 2012.

DORNELLES, D. S. CPC 27: Os reflexos do novo tratamento contábil dos investimentos em Ativo Imobilizado. 2011. 26 f. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) -Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

ECKERT, A.; MECCA, M. S.; BIASIO, R.; SOUZA, K. M. Normas Contábeis de Reconhecimento e Mensuração do Ativo Imobilizado: Impacto em Empresas de Bens Industriais Gaúchas Listadas na BM&FBovespa. Revista de Contabilidade e Controladoria, v. 4, n. 2, p. 69-89, 2012.

EUROPEAN UNION. Uniform rules for international accounting standards from 2005 onwards. Disponível em: . Acesso em 27 de Fevereiro de 2010.

FARIAS, M. R. S.; FARIAS, K. T. R. Tópicos para pesquisa sobre contabilidade internacional: evidências empíricas no Brasil. In: ENCONTRO DE ENSINO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE. 2., 2009. Curitiba. Anais...Curitiba, 2009.

FERNANDES, L. A.; SCHMIDT, P.; SANTOS, J. L. Contabilidade Internacional Avançada. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2007.

FIGUEIREDO, S.; CAGGIANO, P. Controladoria Teoria e Prática. São Paulo: Atlas, 2006.

FURTADO, J.; VALLE, M. R. Globalização, estabilização e o colapso da empresa nacional. Economia e Sociedade, v. 16, p. 83-104, 2001.

GIL, ANTÔNIO CARLOS. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008

GREIDER, W. One World Ready or Not: The Manic Logic of Global Capitalism. Nova York: Simon & Schuster, 1998.

HIRST, P. Globalization in Question: The International Economy and The Possibilities of Governance. Indiana: Polity Press, 1997.

IFRS FOUNDATION. IFRS for SMEs. Disponível em: . Acesso em 24 de Abril de 2015.

IUDÍCIBUS, S. Teoria da Contabilidade. São Paulo: Atlas, 2010.

IUDÍCIBUS, S.; MARION, J.; FARIA, A. Introdução à teoria da contabilidade. São Paulo: Atlas, 2009.

LARSON, R. K.; STREET, D. L. Convergence with IFRS in an expanding Europe: progress and obstacles identified by large accounting firms’ survey. Journal of Accounting, Auditing and Taxation, v. 13, n. 13, p. 89-119, 2004.

MARTINS, O. S.; PAULO, E. Reflexo da adoção das IFRS na análise de desempenho das companhias de capital aberto no Brasil. RCO – Revista de Contabilidade e Organizações – FEA-RP/USP, v. 4, n. 9, p. 30-54, 2010.

NASCIMENTO, A.; REGINATO, L. Controladoria Um Enfoque na Eficácia Organizacional. São Paulo: Atlas, 2013.

NETO, J. E. B.; DIAS, W. O. D.; PINHEIRO, L. E. T. Impacto da Convergência para as IFRS na Análise Financeira: um Estudo em Empresas Brasileiras de Capital Aberto. Revista Contabilidade Vista & Revista, v. 20, n. 4, p. 131-153, 2009.

NEZ, J.; SCHMIDT, C. R.; NONI, L.; BORGES JUNIOR, J. S.; FLOR, A. J.; VARMELING, B.; MARGOTTI, V.; FURLANETTO, R. M.; COAN, M.; GARCIA, F. M.; CATANEO, V. I.; ZILLI NETO, P.; VANDRESEN, V. Controle do Ativo Imobilizado conforme as Leis 11638/2007 e 11941/2009 – Um estudo de caso de uma empresa da região sul de Santa Catarina. Revista Ciência & Cidadania, v. 2, n. 1, p. 152-169, 2016.

NIERO, N.; VALENTI, G. Confusão contábil prejudica análise de balanços de 2008. Valor Econômico, 2009.

NIYAMA, J. Contabilidade Internacional. 1.ed. São Paulo: Atlas, 2005.

OLIVEIRA, V. A.; LEMES, S. Nível de convergência dos princípios contábeis brasileiros e norte-americanos às normas do IASB: uma contribuição para a adoção das IFRS por empresas. Revista Contabilidade & Finanças, v. 22, n. 56, 155-173, 2011.

PACTER, P. IFRS as global standards: a pocket guide. Londres: IFRS Foundation, 2015.

PADOVEZE, C. L.; BENEDICTO, G. C.; LEITE, J. S. J. Manual de Contabilidade Internacional IFRS - US Gaap - BR Gaap: Teoria e prática. 1.ed. São Paulo: Cengage Learning, 2012.

PASINI, A. K. As Normas Internacionais de Contabilidade - IFRS: Adoção no Brasil. RISUS – Journal on Innovation and Sustainability, v. 6, n. 3, p. 97-114, 2015.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SILVA, P. C.; WEFFORT, E. F. J.; PETERS, M. R. S.; CIA, J. N. S. Impacto da Adoção das IFRS nas Empresas Brasileiras de Saneamento: a Percepção dos Profissionais do Setor. Revista Contabilidade Vista & Revista, v. 21, n. 2, p. 69-94, 2010.

SZUSTER, N.; FERNANDES, F. S. Comparação entre Redução ao Valor recuperável de Ativos e Reavaliação de ativos. Pensar Contábil, v. 11, n. 45, p. -13, 2009.

TORRES, F. Governo acaba com RTT e adota novo sistema de tributação sobre lucro. Disponível em: . Acesso em 23 de Setembro de 2016.

WERNKE, R. Gestão Financeira: Ênfase em Aplicações e Casos Nacionais. Rio de Janeiro: Saraiva, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo