O SIMPLES NACIONAL COMO FORMA DE CRESCIMENTO EMPRESARIAL NO SEGMENTO DE MICROCERVEJARIAS

Raul Gomes Pinheiro, Cauim Baltar Lopes Da Silva, Raphaelle Paiva De Oliveira

Resumo


Esse artigo trata do regime de tributação do Simples no segmento de microcervejarias, com o propósito de demonstrar os benefícios que esse regime de tributação proporcionará aos microcervejeiros. Além de a carga tributária ser menor frente a outros regimes tributários, existe a facilidade de entrega de obrigações acessórias, redução de burocracia e impacto no lucro. Tenta identificar através de pesquisa qualitativa como irá favorecer ao segmento. Diante de tantos impostos, altas cargas tributárias no País, as oportunidades no mercado para diversos segmentos ficam limitadas e apresentam insegurança de crescimento. Os resultados obtidos indicam que o regime simplificado, com impostos menores, favorecerão as microcervejarias com crescimento, oportunidades de mercado e geração de empregos. Mesmo diante de suas regras e limitações ainda é visto para os empresários que se enquadrem no regime de tributação do Simples Nacional como possibilidade de expansão no mercado em que estão inseridos. 


Palavras-chave


Simples Nacional. Microcervejarias. Crescimento

Texto completo:

Artigo

Referências


REFERÊNCIAS

ABRACERVA – Associação Brasileira de Cerveja Artesanal. Dados. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2017.

BEER INSTITUTE, Disponível em: Acesso em: 24 maio 2017.

BRASIL, Resolução CGSN Nº 117, de 02 de dezembro de 2014. Disponível em: Acesso em: 13 fev.2017.

______, Resolução CGSN Nº 94, de 29 de novembro de 2011. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2017.

______, Simples Nacional. Disponível em: ; Acesso em 14 de fev. de 2017.

______, Lei Complementar nº123, de 14 de dezembro de 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp123.htm. Acesso em 15 de fev. 2017.

______, Lei Complementar nº155, de 27 de outubro de 2016. Disponível em:

Acesso em 22 de março 2017.

DELIBERALLI, Camilo. Cervejas Artesanais no Brasil: Análise da Comunicação Integrada de Marketing da Cervejaria Bodebrown. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Comunicação Social) –Universidade Federal do Paraná –UFPR, Curitiba, 2015,

ETAKE, Robert E. Pesquisa Qualitativa: Estudando como as Coisas Funcionam. Editora Penso. 2016.

GARCIA, Sérgio Renato Tejada. Tributação pelo Simples Nacional – alguns aspectos controversos. Revista de Doutrina da 4ª Região, Porto Alegre, n.65, abr.2015.Disponível em: Acesso em: 30 maio 2017.

INSTITUTO DA CERVEJA. Infográfico – Mercado Brasileiro de Cervejas Artesanais. Disponível em:< http://www.institutodacerveja.com.br/infografico> Acesso em: 30 mar. 2017.

KLINDLE, Angela. Cerveja Artesanal não é moda. Valor Econômico, São Paulo, 01 fev. 2016. Disponível em: Acesso em: 30 mar. 2017.

MEDEIROS, Paulo. Análise de Carga Tributária na formação de preço de venda de Empresas Tributadas pelo Simples Nacional: Um estudo de caso. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Contábeis) –Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Campina Grande, 2014.

PACHECO, Claudio. O Simples Nacional e os princípios constitucionais: Um Estudo a cerca da validade e da conveniência da LC n. 123/2006. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito)- UniCEUB, Brasília, 2012.

PESSOA, Leonel; COSTA, Giovane; MACARRI, Emerson. Revista Direito GV. As micro e pequenas empresas, o Simples Nacional e o problema dos créditos de ICMS. São Paulo, v.12, n.2, 2016.

REIS, Ricardo. Plano de Negócios para Microcervejaria Artesanal. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharel em Engenharia de Produção) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo – USP, São Paulo, 2016.

SEBRAE. Disponível em:

Ocervejariasganhamespaconomercadonacional.pdf>. Acesso em 30 mar. 2017.

SILVA, Roberto. A Carga Tributária sobre as empresas optantes pelo Simples Nacional: Uma análise sob a ótica da lei Complementar nº 123/2016. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Direito) – UniCEUB, Brasília, 2016.

TERRA, Donizete. Compliance: Percepção de Administradores de MPEs. 2015.Dissertação (Mestrado em Administração) –Faculdade Campo Limpo Paulista – FACCAMP, Campo Limpo Paulista, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo