CONTROLE ESTRATÉGICO E MENSURAÇÃO DA PERFORMANCE EM FUNDOS DE PENSÃO: UM ENSAIO SOBRE AS LIMITAÇÕES E POSSIBILIDADES METODOLÓGICAS

José Francisco de Carvalho Rezende, Joaquim Rubens Fontes

Resumo


O ensaio apresenta revisão teórica e histórica, baseando-se, adicionalmente, em pesquisas e observações de campo realizadas pelos autores sobre a gestão de entidades fechadas de previdência complementar (EFPC) e sobre a gestão do desempenho das organizações no contexto brasileiro. Busca identificar oportunidades para aprimoramento da geração de valor para os diversos stakeholders, tendo como pano de fundo de seis características do negócio previdência privada e de quatro aspectos inerentes à dinâmica de gestão das EFPC. As proposições sobre a construção de um placar genérico de desempenho balanceado levam em conta que o diálogo estratégico é o cerne do processo de criação de valor, devendo, todavia, estar enquadrado em moldura definida pelas características sócio-culturais e políticas da organização.

Palavras-chave: fundos de pensão; controle estratégico; avaliação de desempenho; governança; balanced scorecard.

Palavras-chave


Palavras-chave: fundos de pensão; controle estratégico; avaliação de desempenho; governança; balanced scorecard.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo