CUSTOS REMANENTES E SEU IMPACTO NO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO: CASO VARIG

João Alfredo Carvalho Lopes, Carlos Antônio De Rocchi

Resumo


O trabalho procurou conceituar, evidenciar e analisar como os custos remanentes interferem na situação econômico-financeira de uma empresa do setor aerocomercial. Utilizou-se a técnica de análise Custo-Volume-Lucro e constatou-se que em períodos de queda na demanda, a relação entre os custos fixos e variáveis na equação de modelo linear, deixa de atender aos propósitos preditivos e analíticos. As causas da remanência são atribuídas ao comportamento dos custos variáveis, os quais em períodos de retração no nível de atividade passam a se comportar como se fossem fixos. Como conseqüências da remanência dos custos, houveram sucessivos aumentos no ponto de equilíbrio, impactando negativamente a lucratividade da empresa e comprometendo sua viabilidade econômico-financeira. Dessa forma constatou-se de extrema relevância para os gestores de companhias aéreas, conhecerem o comportamento dos custos remanentes, para poder planejar estratégias de ação em períodos de queda no nível de atividade.

Palavras-chave


Custos, Remanência, Demanda, Ponto-de-Equilíbrio

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo