MODELAGEM DO CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES PARA FARMÁCIAS HOSPITALARES

Antônio Artur de Souza, Simone Leticia Raimundini, Natália Cardoso de Souza, Fabrícia de Farias da Silva, Eduardo Teixeira Valverde, Gustavo Ganem Achtschin

Resumo


Os custos indiretos das organizações hospitalares têm aumentado concomitantemente ao uso de equipamentos e adoção de procedimentos clínicos que exigem inovação tecnológica. O objetivo deste artigo é a modelagem das atividades da Farmácia Hospitalar para o Sistema ABC. A pesquisa é de natureza qualitativa, tendo o estudo de caso, em três organizações hospitalares, como método de pesquisa. Os resultados da pesquisa identificaram e descreveram as atividades desenvolvidas na Farmácia Hospitalar de cada um dos hospitais pesquisados. Na comparação das atividades foi observado que algumas são comuns nas três organizações e outras dependem da estrutura organizacional. As principais conclusões indicam que a modelagem das atividades pode servir como parâmetro de quais atividades é realizada em um determinado setor, para fins de benchmark tanto para o sistema de custos quanto para o sistema de informações e; as
atividades que foram modeladas é uma referência, não podendo ser generalizadas para todas as organizações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo