A PRESENÇA DO EFEITO FRAMING EM PRÁTICAS ORÇAMENTÁRIAS: UM ESTUDO EXPERIMENTAL

Antonio Gualberto Pereira, Adriano Leal Bruni, Joseilton Silveira da Rocha, Miguel Angel Rivera-Castro, Raimundo Nonato Lima Filho

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a eventual presença do efeito framing em práticas relacionadas ao orçamento empresarial. Para atingir o objetivo da pesquisa foi realizado um experimento em uma amostra com 99 estudantes de pós-graduação na cidade de Salvador, Bahia. Para medir a associação entre o framing e práticas orçamentárias utilizou-se o teste qui-quadrado, a análise fatorial e o modelo de regressão ordinal, utilizados para verificar se o envolvimento com práticas orçamentárias pode minimizar o efeito do framing. Os principais resultados permitiram corroborar as suposições indicadas por outras pesquisas empíricas sinalizadas por este trabalho. Verificou-se a presença do efeito framing tanto em relação à qualidade da elaboração de previsões orçamentárias, apresentadas em termos de sucesso [fracasso], quanto em relação à classificação da rentabilidade da empresa, apresentada em termos de lucro [prejuízo]. Por fim, verificou-se que o envolvimento com práticas orçamentárias não é capaz de minimizar a presença do framing, sendo que a variável envolvimento com o processo orçamentário, presente no modelo de regressão, não explica, por si só, a presença do efeito framing.

Palavras-chave


Controladoria. Práticas Orçamentárias. Efeito Framing. Processo Decisório. Abordagem Comportamental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo