UM OLHAR SOBRE A HARMONIZAÇÃO CONTÁBIL NO BRASIL À LUZ DA TEORIA HABERMASIANA

José Paulo Cosenza, Luiz da Costa Laurencel

Resumo


Este trabalho oferece uma perspectiva crítica ao processo de convergência das normas contábeis brasileiras aos padrões internacionais. A introdução de novos padrões contábeis para reconhecimento, mensuração e divulgação das informações econômico-financeiras constitui-se num grande desafio para a comunidade contábil brasileira, já que acarreta importantes mudanças de comportamento na conduta técnica profissional e implica em profundas alterações no conjunto regulatório brasileiro. O artigo enquanto ensaio teórico de dimensão interdisciplinar tem como objetivo apresentar e discutir questões associadas à execução do processo brasileiro de adequação contábil às normas contábeis internacionais, tendo como foco a teoria da ação comunicativa do filósofo e sociólogo alemão Jürgen Habermas. Para isso, realiza-se pesquisa de caráter exploratório-descritivo, onde se efetua a revisão da literatura sobre os principais lineamentos formulados pelo referido autor vis-à-vis ao processo de implantação dos novos pronunciamentos contábeis. O estudo permite concluir que os pressupostos do paradigma de comunicação da filosofia habermasiana não foram cumpridos, o que pode dificultar a que os contadores assumam uma postura crítica constante frente a suas práticas.

Palavras-chave


História da contabilidade; Práticas contábeis; Padrões contábeis; Teoria contábil; Teoria de Habermas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo