UMA ANÁLISE EMPÍRICA DO IMPACTO DO BALANCED SCORECARD NO DESEMPENHO DE ORGANIZAÇÕES BRASILEIRAS

Vicente Bicudo de Castro, Victor Prochnik, José Francisco Rezende, Antonio Roberto Ramos Nogueira

Resumo


O Balanced Scorecard (BSC) vem sendo amplamente difundido entre as grandes organizações, mas seu impacto sobre os resultados econômicos ainda é objeto de debate. Para discutir esta questão no contexto brasileiro, o artigo faz uma análise econométrica da possível relação entre o desempenho econômico e o uso do BSC em empresas de grande porte. Esta relação é discutida com base em dados do ano 2005, abrangendo alinhamento estratégico, adoção do BSC e gestão do capital intelectual. Os resultados desta pesquisa constatam que a presença do BSC está vinculada a uma melhor margem de contribuição em empresas que adotaram a ferramenta há mais de um ano. Contudo, não há uma relação significativa entre o faturamento das empresas e o uso do BSC. Além disso, verificou-se que o tempo de uso do BSC apresenta um coeficiente positivo e relevante com a margem de contribuição das empresas, mas não com o faturamento.

Palavras-chave


Balanced Scorecard. Desempenho organizacional. Resultados da adoção

Texto completo:

Artigo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo