EFICIÊNCIA ECONÔMICO-FINANCEIRA DO SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO NOS ANOS 2010 E 2011

Francisco Pascoal Leite de Carvalho, Diego Rodrigues Boente, Adriana Isabel Backes Steppan, Anderson Luiz Rezende Mól

Resumo


O setor elétrico brasileiro, assim como em outros países, é umas das áreas mais relevantes da economia, pois cria a infraestrutura para o desenvolvimento dos demais setores e presta relevante serviço de utilidade pública à sociedade. Sendo assim, este estudo objetivou conhecer a eficiência econômico-financeira das companhias abertas brasileiras de utilidade pública do setor de energia elétrica, sob a ótica do investidor, através da Análise Envoltória de Dados (DEA). A amostra foi composta por 34 companhias do setor elétrico brasileiro, listadas na BM&FBOVESPA nos anos 2010 e 2011. Foi adotada a técnica não-paramétrica de Análise Envoltória de Dados em seus dois modelos clássicos (BCC e CCR) orientados para output. Como resultados constatou-se que em 2010, pelo método BCC 12 empresas foram eficientes; e em 2011 a eficiência foi obtida por 11 companhias. Para o método CCR em 2010 oito empresas foram eficientes; e em 2011 sete companhias atingiram a eficiência. A análise de benchmarking revelou que 13 empresas foram tidas como referência, destas, cinco foram benchmarking em todo o período em ambos os modelos de DEA. Uma das possíveis causas da redução no número de empresas eficientes pode ser atribuída à desaceleração da economia brasileira em 2011 face ao crescimento de 2010.

Palavras-chave


Setor Elétrico; Eficiência; Análise Envoltória de Dados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Apoio institucional:
Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC)
Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
Avenida dos Economistas, s/n - Cidade Universitária
CEP 50670-901 - Recife - Pernambuco - Brasil
Tel/fax. 55-(81) 21268874

 

Indexadores

 

BASE Logo