A APLICABILIDADE DO MÉTODO DO ESTUDO DE CASO EM PESQUISAS JURÍDICAS

Mônica Mota Tassigny, Cylviane Maria Cavalcante de Brito Pinheiro Freire, Andréa De Boni Nottingham, Andréa Maria Sobreira Karam

Resumo


Este artigo tem por escopo apresentar análise sobre os diversos aspectos relativos ao método do estudo de caso e sua aplicação em pesquisas jurídicas. Desta forma, objetiva verificar a compatibilidade desse método com a pesquisa desenvolvida no âmbito do Direito. Para tanto, realizou-se pesquisa qualitativa, de fonte bibliográfica e documental, de caráter exploratória, explicativa e descritiva, consubstanciada por estudos extraídos de artigos de periódicos, livros de doutrina e outros materiais provenientes de bases de dados indexadas e de sites institucionais de cursos de Direito. Nestes termos, esta pesquisa mostra-se pertinente e cientificamente relevante, sobretudo, porque seus resultados comprovam que o método do estudo de caso é plenamente compatível com a pesquisa jurídica.

Texto completo:

PDF

Referências


BITTAR, Eduardo Carlos Bianca. Metodologia da pesquisa jurídica. São Paulo: Saraiva, 2001.

CHIZZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

FGV DIREITO SP. Sobre. Quem somos. A Escola. Disponível em: . Acesso em: 4 dez. 2015.

FGV DIREITO SP. Metodologia de ensino. Ensino jurídico participativo. Sobre. Os métodos de ensino participativo. Método do caso. Disponível em: . Acesso em: 4 dez. 2015.

FGV DIREITO SP. Metodologia de ensino. Acervo online. Casoteca. Disponível em: . Acesso em: 4 dez. 2015.

FONSECA, Maria Guadalupe Piragibe da. Iniciação à Pesquisa no Direito: Pelos caminhos do conhecimento e da inovação. Rio de Janeiro: Campus e Elsevier, 2009.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GODOY, Arilda Schmidt. Estudo de caso qualitativo. In: GODOI, Christiane Kleinubing; MELLO, Rodrigo Bandeira de; SILVA, Anielson Barbosa da. (Orgs.). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: Paradigmas, Estratégias e Métodos. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2010, p. 115-143.

KÖCHE, José Carlos. Fundamentos de metodologia científica: teoria da ciência e prática da pesquisa. 15. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2000.

MONEBHURRUN, Nitish; VARELLA, Marcelo D. “O que é uma boa tese de doutorado em Direito? Uma análise a partir da própria percepção dos programas”. Revista Brasileira de Políticas Públicas, Brasília, v. 3, n. 2, p. 423-443, dez. 2013.

RÁO, Vicente. O Direito e a vida dos direitos.7. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2013.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 22. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

SILVEIRA, Maísa Cristina Dante da. “Estudo de caso: breve análise e adequação à pesquisa jurídica”. DireitoNet, jun. 2005. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2015.

TOLLER, Fernando M. “Origens históricas da educação jurídica com o método do caso”. Revista Quaestio Iuris, Rio de Janeiro, v. 2, n. 1, p. 98-133, 2006.

YIN, Robert K. Estudo de caso – Planejamento e Métodos. Tradução de Ana Thorell. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Acadêmica - ISSN: 2448-2307



DIRETÓRIOS, PORTAIS E INDEXADORES:

 

 

 

  Directory of Research Journals Indexing LogovLex Brasil

 

 

AVALIADO PELO

 

INSTITUCIONAL