A CRÍTICA DE POPPER À ORGANIZAÇÃO SOCIAL IDEALIZADA POR PLATÃO

Gilvânklim Marques de Lima

Resumo


O presente trabalho objetivo analisar as características da sociedade e do Estado ideais esboçado por Platão em sua obra “A República”, confrontando-as com aquelas apresentadas pela democracia representativa e pelo totalitarismo, sendo adotado como ponto de partida as críticas dirigidas à obra em consideração por Popper, que considerou Platão um dos inimigos da democracia. Os trabalhos de Popper, Tocqueville e Arendt serviram como marco teórico da pesquisa, realizada pelo método comparativo e teve como problema o questionamento se o modelo ideal esboçado por Platão em sua obra “A República” guarda mais proximidade com a democracia representativa ou com o totalitarismo. A nossa hipótese inicial foi de que a obra de Platão analisada é incompatível com a democracia representativa.


Palavras-chave


Sociedades abertas; Idealismo platônico; Totalitarismo

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. Origens do totalitarismo. Tradução Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

BOBBIO, Norberto. Democracia. In: BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Política. Tradução Carmen C. Varriale et al. 13 ed. Brasília: UNB, 2010, p. 319-329.

MILL, Jonh Stuart. Considerações sobre o governo representativo. Tradução Manoel Innocêncio de Lacerda Santos Júnior. Brasília: UNB, 1981.

PLATÃO. A República. Introdução, tradução e notas Maria Helena da Rocha Pereira, 5 ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1972 (?).

POPPER, Karl R. A sociedade aberta e seus inimigos. Tradução Milton Amado. Belo Horizonte: Itatiaia, 1987.

ROGUE, Christophe. Compreender Platão. Tradução Jaime A. Clasen. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

SCHUMPETER, Joseph A. Capitalismo, socialismo e democracia. Tradução Sérgio Góes de Paula. Rio de Janeiro: Zahar, 1984.

STRAUSS, Leo. Estudios de filosofia política platónica. Buenos Aires: Amorrortu, 2008.

TOCQUEVILLE, Alexis de. A democracia na América: sentimentos e opiniões. Tomo II. Tradução Eduardo Brandão, 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 GILVÂNKLIM MARQUES DE LIMA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

DIRETÓRIOS, PORTAIS E INDEXADORES:

 

 

 

  vLex Brasil

 

 

AVALIADO PELO

 

INSTITUCIONAL