Políticas de avaliação das escolas e seus efeitos na construção de uma melhoria educacional

Marta Sampaio, Carlinda Leite

Resumo


Este artigo tem como objeto de estudo processos de autoavaliação desenvolvidos por escolas portuguesas dos ensinos básico e secundário públicos e como objetivo conhecer razões que estão na sua origem e efeitos na promoção da justiça curricular e da melhoria educacional. Os dados foram obtidos pela recolha e análise dos relatórios da avaliação externa das escolas realizada em 2012/2013. Com este procedimento foi possível identificar processos de autoavaliação, a influência que neles tem a avaliação externa e efeitos gerados por estes processos avaliativos na construção de um currículo mais justo e que permita melhorar a prestação do serviço educativo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: