A AMBIVALÊNCIA NO CAMPO DAS DROGAS: UMA ANÁLISE DAS REPRESENTAÇÕES DE ÁLCOOL E MACONHA

Maria de Fátima de Souza Santos, Manoel de Lima Acioli Neto, Filipe Soto Soto Galindo, Leyllyanne Bezerra de Souza

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar resultados de duas pesquisas com jovens estudantes sobre o uso de álcool e outras drogas, a partir da teoria das representações sociais. Foram aplicados questionários de associação livre com as expressões indutoras “bebida alcoólica”, “maconha” e “droga”. Os dados foram analisados com os softwares EVOC e ALCESTE. Observou-se que a permissão legal, no caso do álcool, e a ilegalidade da maconha e outras drogas favorecem a emergência de conteúdos diversos. O conteúdo das representações sociais permite a discussão do preconceito relativo a certos grupos sociais legitimando as relações intergrupais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS: