BNCC of fundamental teaching - final years - and the proposal for the Portuguese language component: a kaleidoscopic document

Denise Lino de Araújo, Delane Cristina Galiza Lourenço, Antonio Naéliton do Nascimento, Ana Claudia da Silva Evaristo, Leonara Nahyane da Silva, Lucas Ribeiro de Morais, Severino Pequeno da Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar uma leitura crítica da Base Nacional Comum Curricular, especificamente do componente Língua Portuguesa no Ensino Fundamental - Anos Finais. Para isso, baseia-se no campo de estudos da Linguística Aplicada, para o qual a linguagem é vista como resultado dos significados socialmente construídos em práticas discursivas e na concepção de documento-monumento proposta por Le Goff (1997), segundo a qual todo documento tem uma arquitetura estrutural e conceitual que precisa ser (des)montada para que se entenda a perspectiva apresentada. São apresentadas três chaves para a leitura: as teorias de currículos, os estudos sobre inovação e conservação nas propostas de ensino e o interlocutor pretendido/presumido pela BNCC. Este artigo organiza-se a partir da metáfora do caleidoscópio, ou seja, uma bricolagem de teorias distintas, cujo principal interlocutor não é o professor.
Palavras-chave: BNCC, Teorias do Currículo, Ensino de Língua Portuguesa

Texto completo:

PDF

Referências


Aparício, A.L.M. Análise linguística na sala de aula: modos de construir um percurso de investigação. In.: Gonçalves, A. V.; Silva, W. R.; Góis, M. L. (Orgs.). Visibilizar a linguística aplicada: abordagens teóricas e metodológicas. Campinas, SP: Pontes Editores, 2014.

Brasil. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 1a versão 2015. Retirada do ar. Versão e PDF. acervo dos autores.

_______. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 2a versão 2016. Retirada do ar. Versão e PDF acervo dos autores.

_______. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). 3a versão 2017. Retirada do ar. Versão e PDF acervo dos autores.

________. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 14 de janeiro de 2019. Acessada pela versão para impressão.

_______. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica. Conselho Nacional de Educação. Brasília, 2001.

________. Orientações curriculares do ensino médio. Secretaria de Educação Básica. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2004.

_______. Orientações curriculares para o ensino médio; volume 1. Linguagens, códigos e suas tecnologias / Secretaria de Educação Básica. – Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2006.

_______. Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.

________. Parâmetros Curriculares Nacionais: Primeiro e Segundo Ciclos Ensino Fundamental: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, do 1997.

Cury, C. R. J., Reis M., e Zanardi, T. A. C. Base Nacional Comum Curricular: dilemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2018.

Delors, J. Os quatro pilares da educação. In.: ________(Org.) Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: MEC: Unesco, 2002.

Franchi, C. Mas o que é mesmo gramática? In.: Franchi, C., Negrão, E., Müller, A. L. Mas o que é mesmo gramática? São Paulo, SP: Parábola Editorial, 2006 [1987].

Freire, P. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

_________. Pedagogia do Oprimido. 17a ed São Paulo: Paz e Terra, 1987.

Houaiss, A.;Villar, M. Caleidoscópio. In. Dicionário Houaiss de Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

Le Goff, J. Documento/monumento. In: Enciclopédia Einaudi v.1. memória-história. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1997. p. 95-106.

Lino de Araújo, D. Análise Linguística em Função da Leitura: Sugestões Metodológicas. In.: Lino De Araújo, D; Ferreira, E. C. A.; Carvalho, A. S. (Orgs.). Língua e Literatura no ensino no ensino médio: propostas. Campina Grande: Editora da UFCG, 2017.

Lino de Araújo, D.; Nascimento, A. N. O conceito de produção textual nas OCEM: um caso de transposição didática. Letras escreve, Macapá, v. 9, n. 3, 2º sem., 2019, p. 07-15.

Lourenço, D. C. G. A. Proposta de Ensino de Análise Linguística/Semiótica na BNCC: Objetos de Conhecimento e Habilidades para os Anos Finais do Ensino Fundamental. (Dissertação de Mestrado em elaboração). Universidade Federal de Campina Grande, PB: UFCG, 2018.

Macedo, E. “A base é a base” e o currículo o que é? Aguiar, M.; Fernandes, D. L. (Orgs). A BNCC na contramão do PNE 2014-2024: avaliação e perspectivas. Recife: ANPAE, 2018.

Mendonça, M. Análise linguística no ensino médio: um novo olhar, um outro objeto. In.: Buzen, C.; Mendonça (Orgs). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo, SP: Parábola Editorial, 2006.

Moita Lopes, L. P. Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

Moreira, H.; Caleffe, L. G. Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro: DP&A, 2008.

Nascimento, M. C. O ensino de escrita segundo a BNCC: transposição didática e proposta curricular para o ensino fundamental. (Dissertação de Mestrado) Universidade Federal de Campina Grande. Campina Grande, PB: UFCG, 2018.

Peixoto, M. C. O Conceito e a Proposta de Ensino de Leitura na Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Desvelando Processos de Transposição Didática Externa. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Campina Grande.Campina Grande, PB: UFCG, 2018.

Pietri, E. Sobre a constituição da disciplina Língua Portuguesa. Rev. Bras. Educ. vol.15 no.43 Rio de Janeiro Jan./Apr. 2010.

__________. A constituição do discurso da mudança do ensino de língua materna no Brasil. Campinas, SP. (Tese de Doutorado) Universidade Estadual de Campinas [s.n.], 2003.

Rafael, E. L. Refletindo sobre a relação novo/velho no ensino de português. In.: Milreu, Isis; Rodrigues, Márcia Candeia (Orgs). Ensino de Língua e Literatura: política, práticas e projetos. Campina Grande: Bagagem/UFCG, 2012.

Sacristán, J. G. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Silva,T. T. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

Silva, J. O eixo sobre análise linguística na BNCC: estudo sobre (des)continuidades na elaboração do documento norteador de ensino. (Dissertação de Mestrado em andamento). Universidade Federal de Campina Grande, 2018.

Souza, R. F. T. Os efeitos da BNCC na formação docente. OKARA: Geografia em debate, v. 12, n. 1, p. 69-79, 2018.




ISSN 2675-4630