O professor de Língua Portuguesa e as decisões curriculares: um caso de autonomia?

Janaína Zaidan

Resumo


Resumo: Neste trabalho, serão feitas algumas reflexões a respeito do papel e das contribuições do professor de língua portuguesa na proposta curricular do estado de Minas Gerais, mais conhecida como Conteúdos Básicos Comuns ou CBC. Para tanto, contaremos, teoricamente, com as categorias de modalização de Bronckart (1999), com o fim de compreender como as injunções e as solicitações da tarefa do professor são organizadas na materialidade discursiva do documento, e com demais teóricos da Linguística Aplicada e da Ergonomia do Trabalho que se propuseram a refletir sobre a temática em análise. 

Palavras-chave: trabalho do professor, currículo, tarefa. 



Abstract: In this paper, made ​​some reflections about the role and contributions of the Portuguese language teacher in the curriculum of the state of Minas Gerais, known as the Common Basic Contents or CBC. This involved, in theory, with the categories of modalization Bronckart (1999), in order to understand how requests for injunctions and the teacher's task is organized in discursive materiality of the document, and other theorists of Applied Linguistics and ergonomic work that sought to reflect on the thematic analysis.

Keywords: work of teachers, curriculum, task.


Texto completo:

PDF

Referências


AGRANIONIH, N. T. A teoria da transposição didática e o processo de didatização dos conteúdos matemáticos. In: Educere – Revista da Educação, Toledo – PR, vol. 1, n.1: jan/jun. 2001.

ARROYO, M. Indagações sobre o currículo. Educandos e educadores: seus direitos e o currículo. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2007.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003 [1991].

BAKHTIN, M. (V. N. Volochínov). Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1997.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais – 3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental – Língua Portuguesa. Brasília, SEF/MEC, 1998.

BRONCKART. Atividade de linguagem, textos e discursos. Por um interacionismo sóciodiscursivo. São Paulo: EDUC, 1999.

BUNZEN, C. Da era da composição à era dos gêneros: o ensino de produção de texto no ensino médio. IN: BUNZEN, C. & MENDONÇA, M (orgs.). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo, Parábola, 2006. p. 139-162.

GRILLO, S. V. de C.; OLIMPÍO, A. M. Gêneros do discurso e ensino. In: Filologia e linguística portuguesa, SP, Humanitas/ FFLCH/USP, n. 8, p. 379-390, 2006.

LEITE, M. S. Recontextualização e transposição didática: introdução à leitura de Basil Bernstein e Yves Chevallard. Araraquara, São Paulo: Junqueira&Marin, 2007.

LOPES, M. A. P. T. Aula de língua materna: movimentos de didatização entre concepções e representações. In: VX Endipe – Encontro Nacional de Didática e prática de ensino. Anais do XV Endipe, v.1, 2010.

MACHADO, A. R. (org.) O ensino como trabalho: uma abordagem discursiva. Londrina: Eduel, 2004.

MACHADO, A. R.; CRISTOVÃO, V. L. A construção de modelos didáticos de gêneros: aportes e questionamentos para o ensino de gêneros. In: Linguagem em (DIS) curso – Lem D., Tubarão, v.6, n.3, pp. 547-573, set/dez. 2006.

MARCUSCHI, L. A. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MATÊNCIO, M. L. M. Estudo da língua falada e aula de língua materna: uma abordagem processual da interação professor/alunos. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001.

RIBEIRO, P. B. Estrutura e funcionamento do gênero do discurso (inédito).

ROJO, R. A teoria dos gêneros em Bakhtin: construindo uma perspectiva enunciativa para o ensino de compreensão e produção de textos na escola. In: BRAIT, B. (org.). Estudos enunciativos no Brasil: histórias e perspectivas. Campinas, SP: Pontes: São Paulo: Fapesp, 2001.

Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. CBC de Língua Portuguesa: ensinos fundamental e médio, 2008.

SILVA, J. Q. G.; MATÊNCIO, M. de L. M. Rede de atividades e práticas de letramento: relações entre os espaços individuais e coletivos; interfaces entre movimentos singulares e práticas sociais. In: Scripta. v.1, n. 1. Belo Horizonte: PUC Minas, 2009.

SOBRAL, Adail. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do círculo de Bakhtin. Campinas, São Paulo: Mercado de Letras, 2009.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i08p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional