Identidade Cultural e Diáspora: A condição pós-colonial em Lima Barreto

Keli Cristina Pacheco

Resumo


Resumo: O romance Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá, de Lima Barreto, revela uma série de discussões com relação à nação e à identidade nacional. A personagem Gonzaga de Sá e seu amigo, narrador do romance, Augusto Machado, apresentam um debate contundente e consciente sobre a complexidade de nossa situação pós-colonial e de nossa identidade cultural, que recebeu, não sem embates, diásporas de todos os cantos do mundo. Gonzaga de Sá e Machado nos ensinam que a discussão sobre o preconceito racial deve, necessariamente, passar pelo questionamento da fronteira, que se coloca como inquestionável, e também do próprio campo da cultura. Problemática esta presente, em chave teórica, nos estudos contemporâneos de Stuart Hall, Edward Said, entre outros.

Palavras-chave: Lima Barreto; diáspora; identidade cultural.

 

Abstract: The novel Vida e Morte de M. J Gonzaga de Sá, by Lima Barreto, reveals a number of discussions concerning the concepts of nation and national identity. The character “Gonzaga de Sá” and his friend, the novel’s narrator, Augusto Machado, present the scathing and conscious debate about the complexity of our post-colonial situation and of our cultural identity, which received, not without struggles, diasporas from all the corners of the world. Gonzaga de Sá and Machado teach us that the discussion about racial prejudice must, necessarily, pass through the questioning of the border, which presents itself as unquestionable, and also of the culture’s field. This problematic issue is presented, in the theory key, in the contemporary studies of Stuart Hall, Edward Said, among others.

Keywords: Lima Barreto; diaspora; cultural identity.


Texto completo:

PDF

Referências


APPIAH, Kwane Anthony. Na Casa de Meu Pai: a África na filosofia da cultura. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

BARRETO, Lima. Triste Fim de Policarpo Quaresma. 17. ed. São Paulo: Ática, 1997.

______. Vida e Morte de M. J. Gonzaga de Sá. In:______. Prosa Seleta. Rio Janeiro: Nova Aguilar, 2001.

BAUDELAIRE, Charles. O Pintor da Vida Moderna. In: ______. Sobre a Modernidade. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

BENJAMIN, Walter. Paris, capital do século XIX. In: ______. Sociologia. Trad. Flávio R. Kothe. São Paulo: Ática, 1985

BHABHA, Homi. O Local da Cultura. Trad. Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Glaucia Renato Gonçalves. BH: UFMG, 1998.

BLANCHOT, Maurice. O Espaço Literário. Trad. Álvaro Cabral. RJ: Rocco, 1987.

HALL, Stuart. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Liv Sovik [org.]. Trad. Adelaine La Guardia Resende et al. Belo Horizonte: Ed. Da UFMG, 2003.

HOBSBAWN, Eric. Nações e Nacionalismos desde 1780. Trad. Maria Celia Paoli e Ana Maria Quirino. 3. ed. Rio Janeiro: Paz e Terra, 2002.

HOSSNE, Andrea Saad. A forma da angústia. In: “Dossiê Cult” – Revista Cult. n. 60, 2002.

LINS, Osman. Lima Barreto e o Espaço Romanesco. São Paulo: Ática, 1976.

SAID, Edward. Cultura e Imperialismo. Trad. Denise Bottman. SP: Cia. das Letras, 1999.

______. Reflexões sobre o Exílio e Outros Ensaios. Trad. Pedro Maia. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

TODOROV, Tzvetan. Nós e os Outros: a reflexão francesa sobre a diversidade humana – 1. Trad. Sérgio Góes de Paula. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i06p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional