Sobre o trágico e o enredo ficcional

Pedro Dolabela Chagas

Resumo


Resumo: Análise do enredo trágico pela apropriação da psicologia evolutiva, dissociando-se a reflexão teórica do juízo de valor artístico. O enredo como construto narrativo; personagens, conflitos e desfechos como respostas a interesses naturais da espécie humana; suas funções hipotéticas (de “mapeamento” e “aprendizado”) dentro da nossa história evolutiva. Abordagem evolutiva das formas e funções da ficção; resgate das noções de “empatia” e “verossimilhança”. Diferenças e semelhanças entre o enredo trágico na antiguidade e na modernidade.

Palavras-chave: trágico; ficção; psicologia evolutiva; teoria da narrativa.

 


Abstract: Analysis of the tragic plot through the appropriation of evolutionary psychology, with the dissociation between literary theory and artistic value judgment. The plot as a narrative construction: characters, conflicts and closures as responses to natural interests of the human species; their hypothetical functions (of “mapping” and “learning”) throughout our evolutionary history. Evolutionary approach to fiction’s forms and functions; the notions of “empathy” and “verisimilitude”. Differences and similarities between the tragic in ancient Greece and in modern times.

Key words: tragic; fiction; evolutionary psychology; theory of narrative.


Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. São Paulo: Ars Poetica, 1993. 151p.

BLOOM, P. How pleasure works – the new science of why we like what we like. Nova Iorque: Norton, 2010. 280p.

COHEN, Margaret. The sentimental education of novel. Princeton: Princeton University Press, 1999. 219p.

DUTTON, Dennis. The art instinct. Oxford: Oxford University Press, 2009. 278p.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994. 201p.

KEKES, John. The morality of pluralism. Princeton: Princeton University Press, 1993. 227p.

PINKER, Steven. Como a mente funciona. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. 666p.

SEARLE, John. A redescoberta da mente. São Paulo: Martins Fontes, 2006. 379p.

-----------------------------------------------------------------------------------

DOI: http://dx.doi.org/10.19134/eutomia-v1i15p107-122




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i15p107-122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional