O Funcionamento do Discurso de Resistência Cubano

Caroline Foppa Salvagni

Resumo


Resumo: Este trabalho tem por objetivo analisar os efeitos de sentido do discurso cubano de resistência, produzido pela blogueira Yoani Sánchez, moradora de Cuba. Baseado no aporte teórico da Análise do Discurso de linha francesa, este artigo discute as noções de ideologia e resistência sob uma perspectiva materialista, observando seu funcionamento na língua e no discurso. São trazidos conceitos chave da Análise do Discurso, como interdiscurso, memória, formação ideológica e formação discursiva, que permitirão a análise do discurso do sujeito de resistência. As análises permitiram observar o funcionamento do discurso de resistência como contestador e desejoso de mudanças, em se tratando do sistema socialista em Cuba; ao mesmo tempo o sujeito resgata velhas práticas e discursos, os quais, ainda que ressignificados pelo ciberespaço no qual circulam, apoiam-se no discurso ao qual se opõem, desconstruindo-o para então trabalhar contra ele.


Palavras-chave: ideologia, resistência, discurso.



Resumen: Este trabajo tiene como objetivo analizar los efectos de sentido del discurso cubano de resistencia producido por la bloguera Yoani Sánchez, que vive en Cuba. Basada en la teoría del Análisis del Discurso de línea francesa, esta investigación analiza las nociones de ideología y de resistencia a partir de una visión materialista, observando su funcionamiento en la lengua y en el discurso. Son presentados los conceptos clave en el Análisis del Discurso, como interdiscurso, memoria, formación ideológica y formación discursiva, que posibilitarán el análisis del discurso del sujeto de resistencia. Los análisis permitieron observar el funcionamiento del discurso de resistencia como contestador  y deseoso por cambios, tratándose del sistema socialista en Cuba; al mismo tiempo, el sujeto rescata viejas prácticas y discursos, los cuales aunque re-significados por el ciberespacio, dónde circulan, se basan en el discurso a que se opone, desconstruyéndolo, para entonces trabajar contra él.


Palabras clave: ideologia, resistencia, discurso.


Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, L. Aparelhos Ideológicos de Estado. São Paulo: Graal, 2010.

COURTINE, J. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. São Carlos: EdUFSCar, 2009.

_______. Metamorfoses do discurso político: Derivas da fala pública. São Carlos: Claraluz, 2006.

DE NARDI, F. S. Entre a lembrança e o esquecimento: os trabalhos da memória na relação com língua e discurso. Organon, v. 23, p. 65-83, Porto Alegre, 2003.

GADET, F; PÊCHEUX, M. A Língua Inatingível: o discurso na história da Linguística. Campinas: Pontes, 2004.

INDURSKY, F. A fala dos quartéis e outras vozes. Campinas: Editora da UNICAMP, 1997.

_____. Da interpelação à falha no ritual: a trajetória teórica da noção de formação discursiva. In: BARONAS, R. L. (org) Análise do Discurso: apontamentos para uma história da noção-conceito de formação discursiva. São Carlos: Pedro e João Editores, 2007.

LEANDRO FERREIRA, M. C. Da ambiguidade ao equívoco: a resistência da língua nos limites da sintaxe e do discurso. Porto Alegre: Editora da Universidade, 2000.

______. O caráter singular da língua na Análise do Discurso. In: Organon, 35: 189-200, 2003.

______. A língua da análise de discurso: esse estranho objeto de desejo. In: INDURSKY, F.; LEANDRO FERREIRA, M. C. (org) Michel Pêcheux e a análise do discurso: uma relação de nunca acabar. São Carlos: Claraluz, 2005.

MARX & ENGELS. A Ideologia Alemã. São Paulo: Martin Claret, 2009.

MITTMANN, S. Redes de ressignificações no ciberespaço. In: Discurso midiático: sentidos de memória e arquivo. São Carlos: Pedro & João Editores, 2008.

ORLANDI, E. Exterioridade e ideologia. In: Caderno de Estudos Linguísticos, 30: 27-30, jan./jun. 1996.

______. Discurso e Texto: Formulação e Circulação dos Sentidos. 2ª ed. Campinas: Pontes, 2005.

______. Língua Brasileira e Outras Histórias: Discurso sobre a língua e ensino no Brasil. Campinas: RG, 2009.

PÊCHEUX, M. Delimitações, Inversões, Deslocamentos. In: Cadernos de Estudos Linguísticos. 19: 7-24, 1990.

______. Papel da memória. In: ACHARD, P., et al. Papel da memória. Campinas: Pontes, 1999.

______. O discurso: estrutura ou acontecimento. 5ª ed. Campinas: Pontes, 2008.

______. Semântica e Discurso. Campinas: Unicamp, 2009.

______. Análise de Discurso. 2ª ed. Campinas: Pontes, 2011.

PÊCHEUX, M. & FUCHS, C. A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas (1975). In: GADET & HAK (org) Por uma análise automática do discurso. Campinas: Unicamp, 2010.

SÁNCHEZ, Y. De Cuba com carinho. São Paulo: Contexto, 2009.

_______. Entrevista concedida por Yoani Sánchez ao jornalista francês e professor da Universidade de Sorbonne, Salim Lamrani. Disponível em: . Acesso em: 15/02/2012

_______. Blogue. Disponível em: < http://www.desdecuba.com/generaciony>. Acesso em: 19/02/2012

SCHONS, C. “Adoráveis” revolucionários: produção e circulação de práticas político-discursivas no Brasil da Primeira República. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

SÉRIOT, P. Amnésia da língua russa e a busca de identidade na Rússia. In: INDURSKY, F.; LEANDRO FERREIRA, M. C. (org) Os múltiplos territórios da Análise do Discurso. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1999.

ZANDWAIS, A. Práticas políticas nacionalistas e funcionamento discursivo: totalitarismo, fascismo e nazismo. In: ROMÃO, L. M. S.; ZANDWAIS, A. (org) Leituras do Político. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2011.

ZIZEK, S. O Espectro da ideologia. In: ZIZEK, S. (org) Um mapa da ideologia. Rio de Janeiro: Contraponto, 1996.




DOI: https://doi.org/10.19134/eutomia-v1i09p%25p

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

Qualis (CAPES): B1-LETRAS / LINGUÍSTICA; B1-EDUCAÇÃO; B1-FILOSOFIA/TEOLOGIA:subcomissão FILOSOFIA; B1-INTERDISCIPLINAR; B3-CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS; B3-HISTÓRIA; B3-PSICOLOGIA; B5-EDUCAÇÃO FÍSICA; B5-ODONTOLOGIA; B5-SERVIÇO SOCIAL; C-ARTES / MÚSICA

Diretórios:


Indexadores:

 

Directory of Open Access Journals


Associação de revistas acadêmicas latinoamericanas de humanidades e ciências sociais

Institucional