O espaço sociocultural e linguístico de um grupo de mulheres pescadoras

Clarice Nadir von Borstel

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre as concepções culturais e de memóriada mulher que trabalha na pesca e como acontece a interação da linguagem verbal deuso, por este grupo, na comunidade de Guaíra, Paraná. Observa-se, neste estudo,a competência comunicativa de mulheres em suas interações pragmáticas de rotinano cotidiano de suas atividades de pesca e dos serviços na vida familiar.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUAZO, Cristian E.; BORSTEL, Clarice N. von. 2006. Estudos sociolinguísticos da comunidade de fala de Vila Velha, Guaíra, Paraná. Relatório de Iniciação à Pesquisa do PIBIC/CNPq/Unioeste/2006, pp. 01-15.

AMARAL, Amadeu. 1955. O dialeto Caipira. São Paulo: Anhembi.

BAKHTIN, Mikhail. 2002. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. Trad. Aurora F. Bernardini, José Pereira Júnior, Augusto Góes Júnior, Helena S. Nazário, Homero F. de Andrade. 5. ed. São Paulo: Hucitec.

BAREKSTEN, Berti; EULER, Catherine; HANMER, Jalna; VE, Hildur. 2006.

Mulheres e família na Europa. In: BARRADAS, Ana. (Org.). As mulheres na União Europeia – família, cidadania e migração. Lisboa: Ed. Ela por Ela, pp. 11-76.

BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. 2002. A construção social da realidade. Tradução de Floriano de S. Fernandes. 21. ed. Petrópolis, RJ: Vozes.

BESSE, Susan K. 1999. Modernizando a desigualdade. Reestruturação da ideologia de gênero no Brasil, 1914-1940. São Paulo: Edusp.

BORSTEL, Clarice Nadir von; SEIDE, Márcia S; LAVERDI, Robson; DUARTE, Geni R. 2007. O cenário de pescadores de Guaíra: história, memória e linguagem. V EPCC – Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar. n. 5, pp. 1-4.

BORSTEL, Clarice Nadir von. 2007. Linguagem/cultura e memória no cotidiano de mulheres pescadoras. VII Seminário Nacional de Literatura, História e Memória; I Simpósio de Pesquisa em Letras da Unioeste. n. 7, pp. 1-10.

______. 2008. Linguagem, cultura e memória de mulheres profissionais da pesca. Revista Espéculo. Madri: Universidad Complutense. n. 38, pp. 1-11.

BUTZGE, Clóvis A. 2006. Linguagem e identidade de pescadores do Lago de Itaipu. 180f. Dissertação de Mestrado do Programa Stricto Sensu em Letras da Unioeste, Cascavel, PR. (Área de Concentração Linguagem e Sociedade).

CÂMARA JR., J. Mattoso. 1977. Para o estudo da fonêmica portuguesa. Rio de Janeiro: Padrão.

CAVALCANTI, Marilda do Couto. 1989. Interação leitor-texto: aspectos da interpretação pragmática. Campinas: Ed. Unicamp.

HYMES, Dell. 1972. On competence communicative. In: PRIDE, J.; HOLMES, J. (Ed.) Sociolinguistics. Harmonds Worth Penguin. Books, pp. 269-294.

LABOV, WILLIAM. 1983. Modelos sociolinguísticos. Madrid: Ed. Cátedra.

______. 1986. Field Methods of the project on linguistic change and varation. In: – BAUGH, J.; SHERZER, J. (Eds.). Language in use. NJ: Prentice-Hall, pp. 28-53.

LEITE, Yonne; CALLOU, Dinah. 2002. Como falam os brasileiros. Rio de Janeiro: Zahar.

MEY, Jacob L. 2001. As vozes da sociedade: seminário de pragmática. Tradução Ana Cristina Aguiar. Campinas: Mercado de Letras.

______. 1998. Etnia, identidade e língua. In: SIGNORINI, I. (org). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas, SP: Mercado de Letras, pp. 69-88.

NARO, Anthony J.; SCHERRE, Maria Marta P. 2003. Estabilidade e mudança linguística em tempo real: a concordância de número. In: PAIVA, M. da C. de; DUARTE, M. E. L. (orgs.) Mudança linguística em tempo real. Rio de Janeiro: Contra Capa-FAPERJ, pp. 47-62.

PORTELLI, Alessandro. 1996. A filosofia e os fatos: narração, interpretação e significado nas memórias e nas fontes orais. Tempo. Rio de Janeiro: UFF/Relume- Dumará, v. 1, n. 2, pp. 59-72.

ROCHA, Maria Dolores da. 2007. Entrevista Guaíra 56 anos – Especial Sete Quedas. O presente, Ano 16, n. 2222, Marechal Cândido Rondon, PR, Terça-feira, 13 nov.

SEIDE, Márcia Sipavicius. 2007. A interação entrevistador-informante numa comunidade de pescadores de Guaíra, PR. Línguas & Letras. v. 8, n.14, p. 147-161.

SILVA NETO, Serafim da. 1979. História da língua portuguesa. 3.ed. Rio de Janeiro: Presença; Brasília: MEC-Instituto Nacional do Livro. Coleção Linguagem.

TARALLO, Fernando. 1986. A pesquisa sociolinguística. São Paulo: Ática.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.