Edições anteriores

2016

Capa da revista

v. 29, n. 1 (2016): Revista Investigações: Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.

2015

Capa da revista

v. 28, n. 1 (2015): Revista Investigações: Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.

2014

Capa da revista

v. 27, n. 1 (2014): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2013

Capa da revista

v. 26, n. 1 (2013): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.

 


2012

Capa da revista

v. 25, n. 1 (2012): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2011

Capa da revista

v. 24, n. 1 (2011): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2010

Capa da revista

v. 23, n. 1 (2010): Revista Investigações -Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2009

Capa da revista

v. 22, n. 1 (2009): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2008

Capa da revista

v. 21, n. 1 (2008): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2007

Capa da revista

v. 20, n. 1 (2007): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2006

Capa da revista

v. 19, n. 1 (2006): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2005

Capa da revista

v. 18, n. 1 (2005): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.


2004

Capa da revista

v. 17, n. 1 (2004): Revista Investigações - Teoria da Literatura

Ilustração da capa: gravura da edição príncipe da Prosopopeia, de Bento Teixeira, primeira obra literária escrita em língua portuguesa no Brasil. Publicada em 1601, em Lisboa, esse épico é dedicado a Jorge de Albuquerque Coelho, então capitão e governador de Pernambuco. A gravura traz a licença para a publicação do Naufrágio, de Afonso Luiz Piloto, e da Prosopopéia, ambas dadas em 20 de março de 1601 pelo Frei Manoel Coelho (representante da mesa do Santo Ofício). A gravura contém ainda o imprima-se de Marcos Teixeira e Bartolomeu da Fonseca.












1 a 39 de 39 itens