Conflitos e Tensões na Construção da Identidade de Alfabetizandos Adultos

Maria Lúcia Ferreira de Figueirêdo Barbosa

Resumo


Esse estudo mostra como o discurso de alfabetizandos adultos é revelador da imagem que eles têm de si. Noções como imagem pública e face subsidiam a análise de atos de linguagem2 presentes na fala dos sujeitos pesquisados. Os dados foram coletados em entrevistas áudio-gravadas a sete alfabetizandos do Projeto Brasil Alfabetizado. As respostas sugerem o desejo de autonomia dos entrevistados em relação às práticas cotidianas da escrita e demonstram que, no processo da alfabetização, as mudanças na esfera das suas identidades ocorrem em meio a conflitos e tensões gerados pelas expectativas pessoais e sociais dos aprendizes

Texto completo:

PDF

Referências


AUSTIN, J.L. 1962. How to Do Things with Words. Cambridge, Mass.: Havard University Press.

BROWN, P. & LEVINSON, S. 1987. Politeness: Some Universals in Language Usage. Cambridge: University Press.

GOFFMAN, E. 1967. Interaction Ritual: essays on face to face behavior. New York, Basic Books.

GOFFMAN, E. 1971. Relations in Public: microstudies of public order. New York, Basic Books.

GRICE, H. P. 1982. Lógica e Conversação. In: M. DASCAL. (org). Fundamentos Metodológicos da Linguagem: vol. 4 - Pragmática - Problemas, Críticas, Perspectivas da Lingüística. São Paulo: Global, pp. 81-103.

GUMPERZ, J.J. 1982. Discourse Strategies. Cambridge University Press, London.

KERBRATH-ORECCHIONI, C. 1994. Les Interactions Verbales. Tome III. Armand Colin, Paris.

KLEIMAN, A. 2002a. A construção de identidades em sala de aula: um enfoque interacional. In: SIGNOINI, I.(org.). Linguagem e Identidade. São Paulo: Mercado de Letras, pp. 267-302.

______ .2002b. Ação e Mudança na Sala de Aula: uma pesquisa sobre letramento e interação. In: ROJO, R. (org.). Alfabetização e Letramento. São Paulo: Mercado de Letras, pp. 173-203.

______ .2003. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMEN, A. (0rg.) Os Significados do Letramento. São Paulo: Mercado de Letras, pp. 15-61.

MAGALHÃES. I. 2003. Práticas Discursivas de Letramento: a construção da identidade em relato de mulheres. In: KLEIMAN, A (org.). Os Significados do Letramento. São Paulo: Mercado de Letras, pp. 201-235.

MARCUSCHI, L.A. 2003. Análise da Conversação. São Paulo: Ática, 2003.

MATOS, F. G de.1998. Pedagogia da Positividade: comunicação construtiva em Português. Recife: Ed. Universitária.

RATTO, I. 2003. Ação política: fator de constituição do letramento do analfabeto adulto. In: KLEIMAN, A (org.). Os Significados do Letramento. São Paulo: Mercado de Letras, pp. 267-290.

ROJO, R. 2002. O letramento na ontogênese: uma perspectiva sociconstrutivista. In: ROJO, R. (org.) Alfabetização e Letramento. São Paulo: Mercado de Letras.

SEARLE, J. 1980. Speech Acts - An Essay in the Philosophy of Language. Cambridge: Cambridge Univesity Press.

STREET, B [s.d.]. Literacy in Theory and Practice. Cambridge, Cambridge University Press.

VANDERVEKEN, D. 1992. La Théorie des Actes de Discourse et l’Analyse de la Conversacion. Cahiers de Linguistque Française. Nº 13. Geneve, pp. 9-61.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.