Os processos coesivos em diferentes gêneros na interlíngua escrita de aprendizes brasileiros de inglês

Stella Maria Miranda Vieira

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi verificar se a diferença de gênero tem influência sobre a escolha de estratégias coesivas por aprendizes brasileiros de inglês ao produzirem textos escritos nesta língua. Com base em Halliday e Hasan (1989) e Koch (1998; 2001), foram examinados os diferentes tipos de cadeias coesivas (de identidade e de semelhança), a interação entre elas e sua freqüência em função do gênero produzido. Procedeu-se também a um levantamento dos marcadores de progressão tópica. Os resultados obtidos mostram textos suficientemente coesos e preferência pelas cadeias de identidade nos dois gêneros, embora tal preferência se acentue na narrativa.

Texto completo:

PDF

Referências


HALLIDAY, Michael A. K. 1985. An introduction to functional grammar. London: Edward Arnold.

______.; HASAN, Ruqaiya. 1989 (2 ed). Language, context and text:

aspects of language in a social-semiotic perspective. Oxford: Oxford University Press.

KOCH, Ingedore V. 1988. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Editora Contexto.

______. 2001. A coesão textual. São Paulo: Editora Contexto


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.