REFLEXÕES EM TORNO DA ESCRITA NOS NOVOS GÊNEROS DIGITAIS DA INTERNET

Antônio Carlos Xavier

Resumo


A internet tem levado as pessoas a lerem mais e a usarem mais a escrita. Dessa forma, muitos internautas têm ficado mais habilidosos no manuseio e na criação de formas específicas de lidar com a língua. Este ensaio discute uma questão que vem ocupando ultimamente espaço na mídia e na sociedade em geral. A escrita utilizada pelos internautas nos emails, bate-papos e agora nos weblogs e orkut estaria prejudicando a aprendizagem da escrita na escola? Por outro lado, questiona-se também por que muitos deles escrevem e se comunicam com fluência quando utilizam estes novos gêneros digitais

Texto completo:

PDF

Referências


KLEIMAN, Ângela. 1995. Os Significados do Letramento. Campinas; São Paulo: Mercado de Letras.

LANDOW, George. 1992. ‘Hypertext, Metatex, and electronic canon’, In: TUMAN (ed.) Literacy online: the promise (and Peril) of reading and writting with computer. London: University of Pittsburgh Press. MARCUSCHI, L. A. & XAVIER, A C.. 2004. Hipertexto e gêneros digitais. Rio de Janeiro: Lucerna.

NUMBERG, G. (ed). 1996. The Future of the book. Los Angeles: University of Calofornia Press.

SOARES, Magda. 1998. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Minas Gerais: Autêntica.

TAPSCOTT, Don. 1999. Geração Digital. São Paulo, São Paulo: Macron Books.

XAVIER, Antonio C. S. 2002. O Hipertexto na sociedade da informação: a constituição do modo de enunciação digital. Tese de Doutorado, Unicamp: inédito


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.