A “segunda história”: considerações sobre romance português contemporâneo

Gregório F. Dantas

Resumo


O presente artigo pretende apresentar alguns dos principais temas e procedimentos da prosa portuguesa contemporânea, produzida a partir de 1974. Entre os seus procedimentos mais evidentes estão o comentário metafi ccional e a obsessão com a História oficial do país, o que caracteriza uma ficção comprometida em questionar os seus limites de representação e reavaliar criticamente seu passado recente.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, António Lobo. 2006. Conhecimento do inferno. Rio de Janeiro: Objetiva.

______. Memória de elefante. 2006. Rio de Janeiro: Objetiva.

ALVES, Maria Theresa Abelha. 2006. O óbulo de Caronte: Ursamaior de Mário Cláudio. In: DUARTE, Lélia Parreira (org). As máscaras de Perséfone: figurações da morte nas literaturas portuguesa e brasileira contemporâneas. Rio de Janeiro: Bruxada; Belo Horizonte, MG: Ed. PUC Minas.

ARNAUT, Ana Paula. 2002. Post-modernismo no romance português contemporâneo. Fios de Ariadne. Máscaras de Proteu. Coimbra: Almedina.

BESSA-LUÍS, Agustina. 1985. A monja de Lisboa. Lisboa: Guimarães Editores.

______. 2002. Fanny Owen. Lisboa: Guimarães Editores.

CERDEIRA, Teresa Cristina. 1999. Na crise do histórico, a aura da história. In: CARVALHAL, Tânia Franco; TUTIKIAN, Jane (orgs). Literatura e História: três vozes de expressão portuguesa. Porto Alegre: Editora da Universidade/EFRGS.

CLÁUDIO, Mário. 1986. Amadeo. Imprensa Nacional/ Casa da Moeda.

______. 2000. Ursamaior. Lisboa: Dom Quixote.

GINZBURG, Carlo. 2002. Relações de força – história, retórica, prova. Trad. Jônatas Batista Melo. São Paulo: Companhia das Letras.

GOMES, Álvaro Cardoso. 1993. A voz itinerante. São Paulo: Edusp.

HERCULANO, Alexandre; GARRETT, Almeida. 1959. O bobo e O Arco de Sant’Anna. São Paulo: W. M. Jackson Inc. Editores.

HUTCHEON, Linda. 1991. A poética do pós-modernismo. Tradução Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago.

JENKINS, Keith. 2004. A história repensada. Tradução Mário Vilela. São Paulo: Contexto.

JORGE, Lídia. 1999. O romance e o tempo que passa ou A convenção do mundo imaginado. Portuguese, literary & cultural studies, n. 2. New Bedford, Massachusetts: American Press Inc, Spring. Internet. Consultado em 14 jan. 08. URL: http:// www.plcs.umassd.edu/pdfs/plcs2-pt4.pdf

MACEDO, Helder. 1999. Partes de África. Rio de Janeiro: Record.

MARINHO, Maria de Fátima. 1999. O romance histórico em Portugal. Porto: Campo das Letras.

PIRES, José Cardoso. 1983. Balada da praia dos cães. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

______. O delfim. 1971. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

REIS, Carlos. 2004. A ficção portuguesa entre a Revolução e o fim do século. Scripta, Belo Horizonte, v. 8, n. 5, p. 15-45, 2º sem. 2004.

RIBEIRO, Margarida Calafate. 2004. Uma história de regressos – império, guerra colonial e pós-colonialismo. Porto: Edições Afrontamento.

SARAMAGO, José. 2006. O ano da morte de Ricardo Reis. São Paulo: Companhia das Letras.

______. 1990. História e ficção. Jornal de Letras, Artes e Ideias. Lisboa, n. 400, 6-12 de março de 1990.

______. 2002. História do cerco de Lisboa. São Paulo: Companhia das Letras.

______. 1992. Manual de pintura e caligrafia. São Paulo: Companhia das Letras.

______. 2004. Memorial do convento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

SEIXO, Maria Alzira. 1984. Ficção. Dez anos de literatura portuguesa (1974-1984): ficção. Colóquio/Letras, n. 78. Mar. 1984.

______. 2002. Os romances de António Lobo Antunes – análise, interpretação, resumos e guiões de leitura. Lisboa: Dom Quixote.

SILVA, Teresa Cristina Cerdeira da. 1989. José Saramago entre a história e a ficção: uma saga de portugueses. Lisboa: Publicações Dom Quixote, 1989.

TODOROV, Tzvetan. 2003. Introdução ao verossímil. In: Poética da prosa. Trad. Cláudia Berliner. São Paulo: Martins Fontes.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.