Metaphors, metonymies and empathy in focal groups talk about urban violence in Brazil: a dynamic discourse approach

Heloísa Pedroso de Moraes Feltes, Ana Cristina Pelosi, Lynne Cameron, Luciane Corrêa Ferreira

Resumo


Respostas à violência urbana no Brasil são investigadas através de metáforas e metonímias utilizadas em discussões em grupos focais. Percepções sobre violência são entendidas em termos das dinâmicas complexas da vida social, à medida que as pessoas tentam lidar com as incertezas que surgem com a escalada dos atos de violência em suas cidades. Os dados emergem da fala de participantes de dois grupos focais nas cidades brasileiras de Fortaleza e Belo Horizonte. É dada atenção as metáforas SOCIAL LANDSCAPE e CONTAINER por meio das quais as pessoas expressam ideias e sentimentos, considerando suas experiências pessoais como vítimas de violência e mostram empatia com relação a seus agressores. Entre outros achados, as análises permitem-nos verificar a presença da metonímia INSIDEOUTSIDE, em que INSIDE representa segurança, OUTSIDE, ameaça e risco, e a metáfora SOCIAL LANDSCAPE, em ambos os grupos, como os participantes expressam sentimentos de segurança/insegurança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.