Crise e crítica: forma e modernidade

Carolina Anglada de Rezende

Resumo


O discurso da crise, decorrente de transformações do verso e do uso da linguagem no fim do século XIX, tem como alicerce teórico o ensaio “Crise de vers”, publicado por Mallarmé, e cujo teor programático acaba por fundar  os paradigmas da modernidade artística – e porque não, da arte contemporânea. O objetivo do presente artigo se dá no sentido de problematizar a postura crítica convocada por esse cenário, e associar a inflexão do aspecto formal de cada obra, seja ela de imagem ou de palavra, como resultado da intricada e tensa relação entre crise e crítica.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Ideia da prosa. Trad. João Barrento. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2012.

BANDEIRA, Manuel. Estrela da vida inteira. 20. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993, p.127-128.

BARTHES, Roland. A preparação do romance. São Paulo: Martins Fontes, 2005, v. I e II.

BARTHES, Roland. O grau zero da escritura. São Paulo: Cúltrix, s/d.

CAMÕES, Luís de. Versos e alguma prosa de. Lisboa: Moraes Editores, 1977

COMPAGNON, Antoine. Os antimodernos. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

DA SILVA, Márcio Renato Pinheiro. “História das formas e os tons da crítica”. ALEA, Rio de Janeiro, v. 16/2, p. 346-361, 2014.

DERRIDA, Jacques. Essa estranha instituição chamada literatura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014.

DIDI-HUBERMAN, Georges. A imagem sobrevivente: história da arte e tempo dos fantasmas segundo Aby Warburg. Trad. Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 2013.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. Prefácio de Stéphane Huchet; tradução de Paulo Neves. 2 ed. São Paulo: Ed. 34, 2010.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Trad. Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 2013.

MALLARMÉ, Stéphane. “Crise de versos”. In: Divagações. Trad. Fernando Scheibe. Florianópolis: Ed. UFSC, 2010.

MOLDER, Maria Filomena. As nuvens e o Vaso Sagrado. Lisboa: Relógio D’água, 2014.

SISCAR, Marcos. Poesia e crise: ensaios sobre a “crise da poesia” como topos da modernidade. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.