O tempo e o espaço das “manifestações literárias”

Anco Márcio Tenório Vieira

Resumo


Este ensaio defende que no Brasil Colônia, o Estado, a política, a cultura, a economia, a sociedade e a religião eram extensões de Portugal. Logo, por que a literatura que se escrevia na Colônia também não seria? Considerando como verdadeiro esses ponto de vista, essas “manifestações literárias” não perderiam a sua condição de “manifestações literárias” e passariam a existir historicamente, no tempo e no espaço?


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Padre Gonçalo. Duas palavras de apresentação. In: VIEIRA, Padre Antonio. Sermões. Porto: Lello & Irmão; Lisboa: Aillaud & Lellos, 1951, pp. v-xxxvi. 15 vols., v. 1.

ARARIPE JÚNIOR. Tristão de Alencar. Literatura Brasileira. In: Obra crítica Araripe Júnior. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura; Casa de Rui Barbosa, 1958, pp. 489-497. V. 1, pp. 1868-1887.

ASSIS, Machado de. 1955. Literatura Brasileira — instinto de nacionalidade. In.: — Crítica Literária. São Paulo: W. M. Jackson, p. 129-149.

CANDIDO, Antonio. 1981. Formação da literatura brasileira (momentos decisivos). 6° ed. Belo Horizonte: Itatiaia, 2 v., 1° v.

COUTINHO, Afrânio. 1981. Conceito de literatura brasileira. Petrópolis: Vozes, 1981.

COUTINHO, Afrânio. 1987. Correntes cruzadas (questões de literatura). In: Crítica e teoria literária. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, pp. 19-182.

COUTINHO, Afrânio. 1987. Crítica e poética. In: Crítica e teoria literária. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, pp. 381-519.

GOMES JÚNIOR, Guilherme Simões. Palavra peregrina: o Barroco e o pensamento sobre artes e letras no Brasil. São Paulo: Edusp; Fapesp; Educ, 1998.

HANSEN, João Adolfo. Letras coloniais e historiografia literária. Matraga: Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, ano 13, n. 18, 2006, p. 13-44.

LIMA, Luiz Costa. 2015. Prefácio: valorização e questionamento. São Paulo: Editora UNESP, p. IX-XIV.

MAGNE, Padre Augusto. Explicação preambular. In: VIEIRA, Padre Antônio. Sermões do Padre Antônio Vieira. São Paulo: Anchieta, 1943, pp. V-XIV. 15 v, 1º v. Reprodução fac-similada da edição de 1679.

MELLO, José Antônio Gonsalves de. Prefácio. In: PILOTO, Afonso Luiz; TEYXEYRA, Bento. Naufrágio e Prosopopeia. Introdução, notas e glossário Fernando de Oliveira Mota. Recife: UFPE, 1969, pp. VII-XI.

SPINA, Segismundo. Introdução. In:______ A poesia de Gregório de Matos. Prefácio de Haroldo de Campos. São Paulo: Edusp, 1995, pp. 17-88.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.