Umbra e o Caçador de androides: um olhar à luz da ecocrítica e ecofeminismo

Naiara Sales Araújo, Amanda Lima

Resumo


O presente estudo tem como objetivo analisar as narrativas distópicas Umbra (1977), de Plínio Cabral, e O Caçador de Androides (1968), de Philip K. Dick, à luz dos estudos da Ecocrítica e do Ecofeminismo. A premissa básica do ecofeminismo é de que a ideologia que autoriza opressões, como aquelas baseadas em raça, classe, gênero, sexualidade é a mesma ideologia que sanciona a opressão da natureza (GAARD, 1993). Os resultados apontam para uma importante contribuição da literatura distópica enquanto meio capaz de dialogar com diversas áreas de estudo, de modo a viabilizar tão importantes quanto necessárias reflexões ao meio social.

 


Texto completo:

PDF

Referências


CABRAL, Plínio. Umbra. São Paulo: Summus Editorial, 1977.

DICK, Philip K. O caçador de Androides. Estados Unidos: Aleph, 1968.

GAARD, Greta et al (Ed.). Ecofeminism: “women, animals, nature”. Filadélfia: Temple University Press, 1993.

GEBARA, Ivone. Teologia Ecofeminista: “Ensaio para repensar o Conhecimento e a Religião”. São Leopoldo: Olho D'água, 1997.

GLOTFELTY, Cheryll; FROMM, Harold (Ed.). The Ecocriticism Reader: Landmarks in Literary Ecology. Athens: University Of Georgia Press, 1996.

MANES, Christopher. Nature and Silence. In: GLOTFELTY, Cheryll; FROMM, Harold. The Ecocriticism Reader: Landmarks in Literary Ecology. Athens: University Of Georgia Press, p. 3-409, 1996.

MAHIDA, Chintan Ambalal. Dystopian Future in Contemporary Science Fiction. Researsh Paper - English, [s.l. : S. N.], v. 1, n. 1, p. 1-3, jun. 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2018.

MARTINS, Renata. A legislação sobre aborto no mundo. 2017. Disponível em: . Acesso em: 21 mar. 2019.

MONTEIRO, Lorena Lúcia C.; SILVA, Lívia Freire da. Ecofeminismo e abolição animal: quebra da lógica patriarcal por um novo paradigma.

Disponível em: . Acesso em: 06 ago. 2018.

RUETHER, Rosemary Radford. Integrating Ecofeminism Globalization and World Religions. Lanham, Maryland: Rowman And Littlefield Public hers, Inc., 2005.

TORRES, Maximiliano. O ecofeminismo: “Um termo novo para um saber antigo”. Rio de Janeiro, Terceira Margem, v. 1, n. 20, p. 157-175, jun. 2009.

VELHO, Gilberto; VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. O Conceito de Cultura e o Estudo das Sociedades Complexas: uma perspectiva antropológica. Artefato: Jornal de Cultura. Rio de Janeiro: Conselho Estadual de Cultura, n. 1, jan. 1978.






Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.