Os pontos cegos da teoria de Wolfgang Iser

Maria Elvira Malaquias de Carvalho

Resumo


O presente artigo trata de alguns aspectos da obra de Wolfgang Iser, teórico alemão de pouca visibilidade na crítica acadêmica brasileira. Os principais problemas metodológicos encontrados em Iser ainda não foram suficientemente documentados e analisados por especialistas e tradutores de sua obra. O artigo pretende contribuir para uma expansão do conhecimento crítico dos textos de Iser, questionando o lugar que o autor ocuparia na teoria literária contemporânea. Serão abordadas determinadas questões aporéticas que geram impasse na construção argumentativa das teses iserianas, sobretudo a partir do problema de uma consciência sem intencionalidade — postulado precário para a fenomenologia moderna.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.