Vivem em nós inúmeros: a função da intertextualidade em O ano da morte de Ricardo Reis, de José Saramago

Iarima Nunes Redü

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar o papel desempenhado pelo uso da intertextualidade na construção do romance O Ano da Morte de Ricardo Reis, de José Saramago. Os conceitos norteadores no que diz respeito à intertextualidade para a análise foram apresentados por Samoyault (2008), Genette (2010) e Jenny (1979), tendo sido apresentados resultados de práticas intertextuais tais como a citação, a referência e a alusão. Os resultados obtidos foram examinados, no fim do artigo, à luz do engajamento ideológico da intertextualidade e do papel dessacralizador de tal prática na obra saramaguiana.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.