Imagens poéticas que configuram a morte em Helena Kolody

Patricia de Lara Ramos

Resumo


O imaginário é compreendido como um conjunto de imagens capaz de formar um todo coerente, isto é, embora as imagens possuam sentidos variados, há sempre uma força subjacente que confere coerência aos sentidos emanados por elas. O presente trabalho visa, portanto, investigar as imagens poéticas representativas da morte em alguns poemas de Helena Kolody tendo como base os estudos de Gilbert Durand (1997), Bachelard (2009) e Chevalier e Gheerbrant (1986). Os resultados apontam para a observação de que Helena Kolody escreveu vários de seus poemas utilizando-se de imagens poéticas que delineiam a temática da vida e da morte.


Texto completo:

PDF

Referências


BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Tradução: Antonio de Pádua Danesi. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009.

BLANCHOT, Maurice. O espaço literário. Tradução: Álvaro Cabral. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

BEIRÃO, Fernanda S, Farinha; CASTRO, Edson Olivari de. Vida, morte e destino. São Paulo: Editora C.I., 1992.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionario de lós símbolos. Barcelona: Grafesa, 1985.

CRUZ, Antonio Donizetti. O universo imaginário e o fazer poético de Helena Kolody. Cascavel: EDUNIOESTE, 2012.

DASTUR, Françoise. A morte: Ensaio sobre a finitude. Tradução: Maria Tereza Pontes. Rio de Janeiro: DIFEL, 2002.

DURAND, Gilbert. O imaginário: Ensaio acerca das ciências e da filosofia da imagem. Tradução: Renée Eve Levié. Rio de Janeiro: DIFEL, 1998.

KAPLEAU, Philip. A roda da vida e da morte. São Paulo: Círculo do livro, 1989.

KOLODY, Helena. Sinfonia da vida. Organização: Tereza Hatue de Rezende. Curitiba: Posigraf, 1997.

. Vida Breve. Curitiba: Oficinas de Aprendizagem do SENAI, 1964.

LEMINSKI, Paulo. Santa Helena Kolody. Gazeta do Povo. Curitiba, 26 jun. 1985. p. 11.

MORIN, Edgar. O homem e a morte. Tradução: João Guerreiro Botto e Adelino dos Santos Rodrigues. Portugal: Publicações Europa-América, 1970.

PAES, Iêdo de Olveira. De Nelson a Lya: o imaginário da morte. In: Literatura e poéticas do imaginário. Orgs. Antonio Donizeti da Cruz e Maria de Fátima Gonçalves Lima. Cascavel: EDUNIOESTE, 2012.

SARTRE, Jean-Paul. O imaginário: psicologia fenomenológica da imaginação. São Paulo: Ática, 1996.

WUNENBURGER, Jean-Jacques. O imaginário. Trad. Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Edições Loyola, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.