Do Descobrimento à Invenção: Caramurus Possíveis

Brenda Carlos de Andrade

Resumo


Esse trabalho apresenta uma breve análise da obra Caramuru, de Santa Rita Durão, partindo de elementos da história de publicação desse poema e de sua comparação, ao final, com a obra fílmica de Jorge Furtado e Guel Arraes, Caramuru: a invenção do Brasil. Fica evidente, assim, que, no século XIX, a obra passa a constar como parte de um cânone nacional ainda em formação. No entanto, o final desse século marca o início da decadência desse modelo de personagem. O Caramuru, no entanto, persiste no imaginário, muitas vezes mais como um mito do que como a obra épica.

Texto completo:

PDF

Referências


BUENO, Eduardo. 1998. Náufragos, traficantes e degredados: as primeiras expedições ao Brasil 1500-1531. Rio de Janeiro: Objetiva.

BUENO, Eduardo. 1999. Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores. Rio de Janeiro: Objetiva.

CANDIDO, Antonio. 1975. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos. 5 ed. Belo . Horizonte: Itatiaia; São Paulo: EDU&P.

CHAUÍ, Marilena. 2000. Brasil: mito fundador e sociedade autoritária. São Paulo: Fundação Perseu Abramo.

CHIARAMONTE, José Carlos. 1979. Iberoamérica en la segunda mitad del siglo XVIII: la crítica ilustrada de la realidad. In: CHIARAMONTE, José Carlos (org.). Pensamiento de la Ilustración: economía y sociedad iberoamericanas en el siglo XVIII. Caracas: Biblioteca Ayacucho.

DURÃO, Santa Rita. 2000. Caramuru: poema épico do descobrimento da Bahia. Introdução Ronald Polito. São Paulo: Martins Fontes.

DURÃO, Santa Rita. 2003. Caramuru: poema épico do descobrimento da Bahia. São Paulo: Martin Claret.

FURT ADO, Jorge e ARRAES, Guel. 2000. A Invenção do Brasil. Rio de Janeiro: Objetiva.

JAUSS, Hans Robert. 1994. A história da literatura como provocação à teoria literária. São Paulo: Ática.

POLITO, Ronaldo. 2000. Introdução. In: DURÃO, Santa Rita. Caramuru: poema épico do descobrimento da Bahia. Introdução Ronald Polito. São Paulo: Martins Fontes.

QUIJANO, Aníbal; WALLERSTEIN, Immanuel. 1992. “Americanity as concept, or the Americas in the modern world-system”. International Social Sciences Journal. n 134. Paris: UNESCO/Wiley-Blackwell. p. 549-557

SOMMER, Doris. 1993. Foundational Fictions: the national romances of Latin America. Berkeley/Los Angeles/London: University of California.

TEIXEIRA, Ivan (org.). 2008. Épicos: Prosopopéia: O Uraguai: Caramuru: Vila Rica: A Confederação dos Tamoios: I-Juca Pirama. São Paulo: EDUSP; Imprensa Oficial.

VARNHAGEN, Francisco Adolfo. 1975. História Geral do Brasil: antes de sua separação e independência de Portugal. Tomo I. São Paulo: Melhoramentos; Brasília: INL.

ZILBERMAN, Regina. 1989. Estética da recepção e história da literatura. São Paulo: Ática.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Investigações - Linguística e Teoria Literária. Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

ISSN Edição Digital 2175-294X - ISSN Edições Impressas 0104-1320

www.ufpe.br/pgletras - www.pgletras.com.br 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.