GESTÃO AMBIENTAL NO SERTÃO DO PAJEÚ - MUNICÍPIO DE SERRA TALHADA – PERNAMBUCO

Maria do Perpetuo Socorro Godoy Inácio de Oliveira, Maria do Carmo Martins Sobral

Resumo


O presente artigo objetiva examinar a gestão ambiental na cidade de Serra Talhada, no sertão de Pernambuco, que teve no coronelismo a sua estrutura, em que o desenvolvimento dos órgãos de comunicação que promovem, junto com a globalização, uma mudança de comportamento, têm dificuldade em sobrepor a falta de conhecimento para abraçar a caatinga, como um dos grandes biomas brasileiros, que precisa ser preservada. Utiliza-se da metodologia dedutiva, fundamentada em revisão bibliográfica em livros, jornal, relatório, artigo on line e legislação. A problemática existente – é possível a gestão ambiental no município de Serra Talhada - PE, frente ao coronelismo ainda existente? - demonstra-se uma nova consciência em relação ao meio ambiente da caatinga e da bacia do Pajeú, com a preservação das matas ciliares, dos cursos de água, começa a florescer, no entanto, a educação ambiental ainda precisa ser difundida e implantada de forma eficiente, com políticas públicas ousadas, voltadas para a sustentabilidade, tendo como foco o futuro.

PALAVRAS-CHAVE: Preservação; Educação Ambiental; Desenvolvimento Sustentável.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B5; ARQUITETURA, URBANISMO E DESIGN: B5; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B4; EDUCAÇÃO, ENGENHARIAS I: B5; ENSINO: B2; GEOGRAFIA: C; INTERDISCIPLINAR: B3. 

 

Publicação e Apoio:

RMP está indexada em:

Instituições de referência para a RMP: