LEVANTAMENTO FLORÍSTICO DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL BOQUEIRÃO EM CAMPOS SALES-CE

Cícero Pereira da Silva, Luiz Marivando Barros

Resumo


O levantamento da composição florística do Parque Natural Municipal Boqueirão em Campos Sales-CE, com180 hectares, parque ecológico de proteção pública, o qual serve de base para estudos e análises da biodiversidade, interesse de pesquisadores e estudiosos preocupados com a conservação e o manejo de espécies nativas e endêmicas presentes na biodiversidade da caatinga. Objetiva-se com este trabalho mostrar a importância da conservação, manejo e recuperação de áreas degrada pelo homem no sentido de proteger o bioma ainda restante em nosso planeta, e o Parque Natural Municipal Boqueirão é um deles. No local foram plotadas 10 parcelas medindo 100m2 cada uma com espaçamento entre elas de 10m. Na área de estudo pode-se observar que nas 22 espécies analisadas a que mais de destacou foi o marmeleiro (Crotonsonderianus) em primeiro lugar com 66 indivíduos presentes em 8 parcelas plotadas, em segundo lugar foi o angico (Anadenanthera colubrina) com 22 indivíduos presentes nas 9 parcelas plotadas, a ingazeira (Ingacylindrica) ficando em terceiro lugar em 4 parcelas plotadas, em um quarto lugar o pau pereira (Aspidospermapyrifolium) apresentou um total de 15 indivíduos presentes em 8 parcelas plotadas. Em quinto lugar o pau d’arco (Tabebuia capitata) com 10 indivíduos presentes em 6 parcelas plotadas, em sexto lugar o feijão brabo (Capparis flexuosa) e a catingueira (Caesalpiniapyramidalis) apresentaram indivualmente 6 individuos nas áreas plotadas diferentimente. O juazeiro (Ziziphusjoazeiro) com cinco indivíduos ocupa o sétimo lugar, o pinhão brabo (Jatrophamollissima) e a unha-de-gato (Mimosa caesalpiniifolia) apresentaram três indivíduos cada uma nas áreas plotadas diferentimente, em oitavo lugar com dois indivíduos plotados em áreas diferentes tem-se o freijorge (Cordiatrichotoma), a maniçoba (Manihotcaerulescens), a tatajuba (Bagassaguianensis), o velame (Selerolobiumpaniculatum), a imburana de cheiro (Amburana cearensis), a aroeira (Myracrodruonurundeuva) e por nono lugar apresentando um indivíduo plotado em áreas diferentes encontram-se o jatobá (Hymenaeacourbaril), a pitombeira (Talisiaesculenta), o carrancudo (Lonchocarpusguilleminianus) e o pau piranha (Pisoniagrandis). Nas 22 espécies estudadas observou-se a presença de 13 famílias de suma importância para o bioma caatinga, nota-se que as áreas plotadas do parque em questão apresentam bastante heterogeneidade em sua composição florística.

 

Palavras-chave: florística, endêmicos, boqueirão.


Texto completo:

PDF

Referências


BONILLA, O.H., MAJOR. I, A Caatinga, ed. Demócrito Rocha. Fortaleza, 2010.87p.

BORÉM, R.A.T; RAMOS,D.P.Estrutura fitossociológico da comunidade arbórea de uma toposequência pouco alterada de área de floresta atlântica no município de Silva Jardim-RJ,Brasil. Revista Árvore v.25,n.1,p.131-140, 2001.

BRAGA, R. Plantas do Nordeste, especialmente do Ceará, 2ed. Fortaleza, imp.oficial, 1953.1953.

CASTRO, R. REED, P. FERREIRA, M.S. de KL.,AMARAL,A.O. Caatinga: um bioma brasileiro desprotegido. In [S.1.i.s.n.], 2003. P.68-69.

CORTEZ, O.H.CORTEZ, P.H.M.FRANCO,J.M.V e UZUNIAN,A. Caatinga,Ed.Harbra.São Paulo,2007.64p.

LEAL, I.TABARELLI,M.,SILVA,J.M.C. da Ecologia e conservação da caatinga.Recife, Ed.Universitária UFPE 2003.

MAJOR, I.JR,L.G.S.;CASTRO,R. Aves da caatinga.Fortaleza. Edições Demócrito Rocha, 2004.258p.

PRADO, D.E. e GIBBS,P.E.,1993.Anais Missouri Botanical Garden 80:902-907.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B5; ARQUITETURA, URBANISMO E DESIGN: B5; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B4; EDUCAÇÃO, ENGENHARIAS I: B5; ENSINO: B2; GEOGRAFIA: C; INTERDISCIPLINAR: B3. 

 

Publicação e Apoio:

RMP está indexada em:

Instituições de referência para a RMP: