O DESAFIO DA IMPLEMENTAÇÃO DE UMA METODOLOGIA TÍPICA DO MODELO GERENCIAL DE GESTÃO PÚBLICA EM UMA INSTITUIÇÃO CENTENÁRIA E BUROCRÁTICA

Alexsandro Bezerra Correia Bilar, Flávia Fernanda da Silva Moura

Resumo


Este artigo buscou demonstrar como o Balanced Scorecard, ferramenta avaliadora de performance organizacional, pode ser usado em uma instituição pública tradicionalmente burocratizada, no caso, a Polícia Civil do Estado de Pernambuco, órgão que presta relevantes serviços à sociedade, tendo sido esta uma das principais razões pelas quais foi escolhido como objeto do presente estudo.  A pesquisa classifica-se como exploratória, quanto aos seus fins e um estudo de caso, quanto aos meios. Dentre as principais conclusões deste estudo citam-se: a importância do BSC enquanto ferramenta de gestão para a PCPE, as dificuldades iniciais enfrentadas para operar essa metodologia no dia a dia da instituição e as vantagens e possibilidades de desenvolvimento organizacional que ela proporciona.

 

Palavras-chave: Balanced Scorecard. Instituição burocrática. Gestão pública gerencial.


Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1994.

BARSZCZ, Sérgio Henrique; KOVALESKI, João Luiz; BARSZCZ, Júlio Cesar. As aplicações do Balanced Scorecard na Engenharia de Produção: uma análise baseada nas publicações do ENEGEP.In:ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 26, 2006, Fortaleza. Anais Fortaleza:ENEGEP, 2006, p.1-8.

BEUREN, Ilse Maria. O papel da controladoria no processo de gestão. In: Schmidt, Paulo (org.). Controladoria: agregando valor para a empresa. Porto Alegre: Bookman, 2002.

BRASIL. Decreto n°5.378 de 23 de fevereiro de 2005. Institui o Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – GESPÚBLICA. Disponível: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Decreto/D5378.htm

Acesso em 31 out. 2013.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. A reforma gerencial de 1995, In: CASTOR, Belmiro V. Jobim; BRESSER PEREIRA, L. C. et al. Burocracia e reforma do Estado, Cadernos Adenauer, nº3, São Paulo: Fundação Adenauer, 2001. p.29-45.

CARVALHO, Antônio Ramalho de Souza; OLIVEIRA, Edson Aparecida de Araújo Querido. Diagnóstico das barreiras do aprendizado organizacional que levam à deterioração da gestão pública moderna. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté-SP, janeiro / abril, 2005.

COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em administração/ trad. Luciana de oliveira Rocha. 7. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

COSTA, Ana Paula Paulino da. Balanced Scorecard: conceitos e guia de implementação. São Paulo: Atlas, 2008.

DAGNINO, Renato Peixoto. Planejamento estratégico governamental. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC; Brasília: CAPES:UAB, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2007.

IGARASHI, Deyse Cristina C.; IGARASHI,Wagner; GASPARETTO,Valdirene; MARTINS,Kátia Regina Gil .Mapa estratégico e painel de desempenho: um estudo numa empresa da grande Florianópolis. Gestão & Regionalidade,v .23, n.67, mai-ago/2007

KALLÁS, David. Balanced Scorecard: aplicação e impactos - um estudo com jogos de

empresas. 2003. 196f. Dissertação (Mestrado em Administração). Faculdade de Economia, Administração Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

KAPLAN, Robert e NORTON, David. A estratégia em ação – balanced scorecard. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

KAPLAN, Robert e NORTON, David. Mapas estratégicos – Balanced Scorecard - Convertendo ativos intangíveis em resultados tangíveis. 7.ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

KAPLAN, Robert. Balanced Scorecard: Medições que impulsionam o desempenho. Intermanagers, p.1-3. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/7292349/Balanced-Score. Acesso em: 16 jul. 2013.

KAPLAN, Robert. Balanced Scorecard: sua função, p.1-2. Disponível em: http://fbs.fafire.br/adm_upload/imagens/BSC%20%20SUA%20FUN%C3%87%C3%83O.PDF. Acesso em: 16 jul. 2013.

KAPLAN, R. S.; Norton, D. P .Putting the balanced scorecard to work. Harvard Business Review. v. 71, n. 5, p. 134-142, sep./oct. 1993. Disponível em: .

Acesso em: 16 jul. 2013.

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. The balanced scorecard: measures that drive performance. Harvard Business Review, v. 70, n. 1, p. 71-79, jan./feb. 1992.

KAPLAN, Robert e NORTON, David (1996). “Using the Balanced Scorecard a Strategic Management System”. Havard Business Review, jan./fev., p.76.

LIMA, Manolita Correia. Monografia: a engenharia da produção acadêmica. São Paulo: Saraiva, 2004.

MATIAS –PEREIRA, José. Curso de administração pública: foco nas instituições e ações governamentais, 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MEDAUAR, Odete. Coletânea de Legislação Ambiental e Constituição Federal. 9.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010.

PERNAMBUCO. Polícia Civil. Histórico. Disponível em: http://www.policiacivil.pe.gov.br/index.php/historia-da-policia.html. Acesso em: 10 dez. 2013.

______. ______. Planejamento Estratégico Situacional da Polícia Civil de Pernambuco – 2012 - 2015. Chefia de Polícia Civil, Recife, 2011.

______. Secretaria de Planejamento e Gestão. Modelo de Gestão Todos por Pernambuco – Gestão Democrática e Regionaliza com Foco em Resultados e Mapa da Estratégia do Governo de Pernambuco.Disponível em: http://www2.pe.gov.br/web/portal-pe/todos-por-pernambuco. Acesso em: 10 dez. 2013.

______. Lei Complementar nº 141, de 03 de setembro de 2009. Dispõe sobre o Modelo Integrado de Gestão do Poder Executivo do Estado de Pernambuco.

Disponível em: http://www.policiacivil.pe.gov.br/images/docs/leis_complementares/2009/lei%20complementar%20estadual%20n%20141%20de%2003.09.2009-dispe%20sobre%20o%20modelo%20integrado%20de%20gesto%20do%20poder%20executivo%20de%20pernambuco.pdf

Acesso em: 10 dez. 2013.

REZENDE, Denis Alcides. Planejamento estratégico público ou privado: guia para projetos em organizações de governo ou de negócios. São Paulo: Atlas, 2011.

RICHARDSON, Roberto Jarry. et al. Pesquisa Social: métodos e técnicas.3.ed.São Paulo: Atlas, 2007.

RUA, Maria das Graças. Políticas públicas. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração / UFSC; Brasília: CAPES / UAB, 2009.

SOARES, Ana Paula F. M. Instrumentos gerenciais utilizados na administração pública com foco no cidadão. Dissertação (Mestrado em Administração Pública) – FGV/EAESP, São Paulo, 2002.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos.2.ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B5; ARQUITETURA, URBANISMO E DESIGN: B5; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B4; EDUCAÇÃO, ENGENHARIAS I: B5; ENSINO: B2; GEOGRAFIA: C; INTERDISCIPLINAR: B3. 

 

Publicação e Apoio:

RMP está indexada em:

Instituições de referência para a RMP: