A CONFIGURAÇÃO DA EXECUÇÃO DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS DA FUNDAÇÃO JOAQUIM NABUCO

Wellingnton Estevam R. de Lima, Charles Carmona

Resumo


Este artigo apresentou os resultados da pesquisa desenvolvida no curso de Mestrado em Gestão Pública na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), sob o título “Análise da Configuração da Execução dos Recursos Orçamentários da Fundação Joaquim Nabuco durante o PPA 2008-2011”, cujo objetivo foi investigar como ocorreu essa execução nesse período. O propósito deste artigo foi elucidar o processo de execução dos recursos orçamentários da Fundação Joaquim Nabuco, como um modelo a ser replicado em outras instituições públicas federais.  A pesquisa se utilizou de fontes primárias e secundárias, para analisar a execução a partir de índices decorrentes do confronto entre despesas executadas e as despesas autorizadas. Assim, apresentaram-se, neste artigo, os resultados da referida pesquisa, cujas análises foram feitas por Identificador de Resultado Primário, por Ação e por Grupo de Natureza de Despesa, em que se levantaram os fatores que interferiram direta ou indiretamente na execução dos recursos orçamentários.


Texto completo:

PDF

Referências


ANGÉLICO, João. Contabilidade Pública. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

BALEEIRO, Aliomar. Uma Introdução à Ciência das Finanças. 17ª ed. Rev. e atualizada por Hugo de Brito Machado Segundo. Rio de Janeiro: Forense, 2010.

BRASIL. Constituição (1824). Constituição Política do Império do Brasil. Disponível em: . Acesso em: 22 fev. 2010.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 45ª ed. São Paulo: Saraiva 2011.

______. Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964. Estatui Normas Gerais de Direito Financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal. Disponível em: . Acesso em: 16 jan. 2013.

______. Lei nº 11.635, de 7 de abril de 2008. Dispõe sobre o Plano Plurianual para o período 2008/2011. 2008. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2013.

______. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Orçamento Federal. Manual técnico de orçamento MTO. Versão 2011. Brasília, 2010, 189 p. Disponível em: < http://www.dnit.gov.br/planejamento-e-pesquisa/programacao-de-investimentos/mto-2011-090810.pdf >. Acesso em: 18 fev. 2013.

BURKHEAD, Jesse. Orçamento Público. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1971.

CRUZ, Claudia Ferreira et al. Um estudo empírico sobre a configuração das receitas e despesas em um município de grande porte do Estado da Bahia. Revista de Contabilidade da UFBA, Salvador, v. 3, n. 1, p. 72-87, jan./abr. 2009.

Disponível em: . Acesso em: 9 jan. 2013.

FARIA, Rodrigo de Oliveira de. Natureza jurídica do orçamento e flexibilidade orçamentária. 2009. Dissertação (Mestrado em Direito). Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo. 2009.

FUNDAJ. Relatório de Gestão 2009. Divulgado em 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2013.

GIACOMONI, James. Orçamento Público. 14ª ed. São Paulo: Atlas, 2009.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

INGLATERRA. Carta Magna de 1215. Disponível em: . Acesso em: 5 mai. 2013.

KOHAMA, Heilio. Contabilidade Pública: Teoria e Prática. 11ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LIBERALQUINO, Joaquim. O Ciclo da Gestão Pública: Planos Plurianuais, Orçamento e Execução Orçamentária. GBRSP – Gestão Baseada em Resultados no Setor Público. São Paulo: Atlas, 2012.

MACHADO JR., José Teixeira. Classificação das Contas Públicas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1967.

PIRES, João Batista Fortes de Souza. Contabilidade Pública. 10ª ed. Brasília: Franco & Fortes, 2011.

SANTO, Sérgio Pereira do Espírito. Gestão orçamentária: uma análise da configuração dos recursos executados na subfunção ensino superior em uma instituição federal de ensino. 2011. Dissertação (Mestrado) Contabilidade. Centro Sócio-Econômico, Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina. 2011.

SANTOS, Rita de Cássia. Plano plurianual e orçamento público. Brasília: CAPES, 2010.

SILVA, Lino Martins da. Contabilidade governamental: um enfoque administrativo da nova contabilidade pública. 9ª ed. São Paulo: Atlas, 2011.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DE EMPRESAS, CIÊNCIAS CONTÁBEIS E TURISMO: B5; ARQUITETURA, URBANISMO E DESIGN: B5; CIÊNCIAS AMBIENTAIS: B4; EDUCAÇÃO, ENGENHARIAS I: B5; ENSINO: B2; GEOGRAFIA: C; INTERDISCIPLINAR: B3. 

 

Publicação e Apoio:

RMP está indexada em:

Instituições de referência para a RMP: