Marketing Verde: Fatores da geração Z sobre questões ambientais

Glauber Ruan Pereira, Alípio Ramos Veiga, Jonilson Carvalho de Oliveira Júnior, Heitor César Oliveira

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo analisar os fatores determinantes do interesse em questões ambientais entre consumidores da geração “Z”. Estratégias de marketing ambiental têm sido aplicadas para promover vantagem competitiva em um mercado preocupado com questões ambientais. Conhecer como se comportam os consumidores que estarão em cena nas próximas décadas pode auxiliar empresas a antecipar-se, adequando-se às necessidades de um público favorável às questões ambientais. Este estudo adotou um instrumento com 67 variáveis selecionadas da literatura, onde se investigou 342 adolescentes selecionados  por  conveniência  de  acesso. Através da análise fatorial exploratória foram encontrados 10 fatores que determinam o comportamento desses indivíduos. Os resultados deste estudo indicam uma percepção ambiental singular no que concerne a responsabilidade ambiental da empresa como preponderante na decisão de compra. Sugere-se que possa haver continuidade da pesquisa para que seja desenvolvido um modelo teórico contribuindo para percepção do interesse em questões ambientais entre consumidores da geração “Z”.


Palavras-chave


Meio ambiente; Estratégias ambientais; Marketing verde.

Texto completo:

PDF

Referências


Abreu, M. C. S., Figueiredo Junior, H. S. & Varvakis, G. (2002). Modelo de avaliação da estratégia ambiental: os perfis de conduta estratégica. READ Revista eletrônica de administração, 8(6).

Adaval, R. (2003). How good gets better and bad gats worse: Understanding the impact of affect on evaluations of known brands. Journal of Consumer Research, 30.

Almeida, G. S., Antonio Junior, N. & Pastore, E. M. (2007). Ambientalismo e cultura de consumo: um estudo do consumidor do Distrito Federal. Encontro Nacional Sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente, IX ENGEMA, 2007, Curitiba.

Aranha, F. & Zambaldi, F. (2008). Analise Fatorial em Administração. São Paulo: Cengage.

Bakewell, C. & Michaell, V. W. (2003). Generation Y Female Consumer Decision-making Styles. International Journal of Retail & Distribution Management, 31(2).

Bergamo, F. V. M. & Giuliani, A. C. (2009). A Lealdade do Estudante Baseada na Qualidade do Relacionamento: uma análise em instituições de ensino superior. Anais do XXXIII Encontro da Anpap. São Paulo, SP.

Carrete, L., Castaño, R., Felix, R., Centeno, E. & González, E. (2012). Green consumer behavior in an emerging economy: confusion, credibility, and compatibility. Journal of Consumer Marketing. 29(7), 470-481.

Chan, R. & Lau, L. Antecedents of green purchases: a survey in China. Journal of Consumer Marketing, 7(4).

Corrar, L. J., Paulo, E. & Dias Filho, J. M. (2009). Análise multivariada para os Cursos de Administração, Ciências Contábeis e Economia. São Paulo: Atlas.

Czinkota, M. & Ronkainen, I. (1992). Global marketing 2000: A marketing survival guide. Marketing Management, 1.

Dalmoro, M., Venturini, J. C. & Pereira, B. A. D. (2009). Marketing verde: responsabilidade social e ambiental integradas na envolvente de marketing. Revista Brasileira de Gestão de Negócios – RBGN, 11(30).

Drumond, M. & Toaldo, A. M. M. (2009). Implementação de estratégias de marketing, competitividade e fornecimento de valor em PMEs. Anais do XXXIII Encontro da ANPAD, 2009. São Paulo.

Feldmann, H. (2008). O Comportamento de consumo do adolescente e a teoria do consumidor. Dissertação de Mestrado em Economia da Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, Porto Alegre.

Ferreira, S. L. & Jacks, N. (2010). Consumo cultural na Web: As práticas de crianças e adolescentes de escolas públicas de Gravataí/RS. Anais do XI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. Nova Hamburgo, INTERCON.

Follows, S. & Jobber, D. (2000). Environmentally responsible purchase behavior: a test of a consumer model. European Journal of Marketing, 5(6).

Freire, F. J. & Lemos, J. L. (2008). Imperativos de Conduta Juvenil no Século XXI: a “Geração Digital” na mídia impressa brasileira. Comunicação, Mídia e Consumo, 5(13).

Garcia, M. N., Silva, D. Da, Pereira, R. da S., Rossi, G. B. & Minciotti, S. A. (2008). Inovação no comportamento do consumidor: recompensa às empresas socioambientalmente responsáveis. RAI - Revista de Administração e Inovação, 5(2), 73-91.

Guimarães, A. F. (2006). Marketing verde e a propaganda ecológica: Uma análise da estrutura da comunicação em anúncios impressos. Tese de doutorado em Administração da Faculdade de Administração da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Hair Jr, J. F., Anderson, R. E., Tatham, R. L. & Black, W. C. (2005). Análise multivariada de dados. 5. ed. Porto Alegre: Bookman.

Hitt, M. A., Ireland, R. D. & Hoskisson, R. (2002). Administração estratégica. São Paulo: Editora Pioneira.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – CENSO 2010. Brasília, DF.

Kalafatis, S., Pollard, M., East, M. & Tsogas, M. (1999). Green marketing and Ajzen’s theory of planned behavior: a cross – market examination. Journal of Consumer Marketing, 16(5).

Karna, J. (2003). Environmental marketing strategy and its implementation in forest industries. Dissertação de Mestrado em Economia da University of Helsinki, Departament of Forest Economics, Helsinki, Alemanha, April.

Kholi, A. K. & Jaworski, B. J. (1990). Market orientation: the construct, research propositions, and managerial implications. Journal of Marketing, 54.

Koetz, C. I. (2009). A influência das emoções na percepção do sinal de qualidade emitido por meio das variáveis de marketing. Anais do XXXIII Encontro da ANPAD. São Paulo, SP.

Kohlrausch, A. K., Campos, L. M. de S., Selig, P. M. (2004). O comportamento do consumidor de produtos orgânicos em florianópolis: Uma abordagem estratégica. Alcance, 11(1), 157-177.

Ladeira, W. J. (2004). Estilos de tomada de decisão: Uma investigação em gerações diferentes. Revista de Administração da UNIMEP, 8(3).

Laroche, M., Bergeron, J. & Forleo, G. B. (2001). Targeting consumers who are willing to pay more for environmentally friendly products. Journal of Consumer Marketing, 18(6).

Malhotra, N. (2006). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman.

Martinez, M. F. (2010). Variáveis explicativas da favorabilidade ambiental do consumidor: uma investigação na cidade de São Carlos. Tese de Doutorado em Administração, Fundação Getúlio Vargas – FGV, São Paulo, SP.

Medeiros, J. F. & Cruz, C. M. L. (2006). Comportamento do consumidor: fatores que influenciam no processo de decisão de compra dos consumidores. Teoria e Evidência Econômica, 14(Edição Especial).

Mohr, L., Webb, D. & Harris, K. (2001). Do consumers expect companies to be socially responsible? Journal of Consumer Affaris, 35(1), 45-72.

Nascimento, L. F. M., Trevisan, M., Figueiró, P. S. & Bossle, M. B. (2014). Do consumo ao descarte de produtos e embalagens: estamos alienados? Revista de Administração - UFSM, 7(1), 33-48.

Pereira, R. C. F., Almeida, S. O. & Lanux, F. N. (2006). Marketing de gerações: construção e teste de escala para avaliação da marca coca-cola por jovens na fase de transição entre as gerações X e Y. Revista Eletrônica de Administração - REAd, 12(4).

Polonsky, M. J. (1995). A stakeholder aheory Approach to designing environmental marketing strategy. Journal of Business and Industrial Marketing, 10(3).

Porter, M. E. (1981). The contributions of industrial organization to strategic management. The Academy of Management Review, 6(4), 609-620.

Porter, M. E. (2002). A nova estratégia. In: Júlio, C. A. & Salibi, J. N. (Orgs). Estratégia e planejamento. São Paulo: Publifolha.

Porter, M. E. & Kramer, M. R. (2006). Strategy e society: The link between competitive advantage and corporate social responsibility. Harvard Business Review, december.

Rimoli, C. A. & Rylo, E. F. (2003). Empreendedorismo ambiental: experiências e oportunidades de negócio em reciclagem de resíduos sólidos. Cadernos de pós-graduação (Uninove), 2.

Rocha, A. L. (2011). Intenções e ações em relação a escolha de produtos ecológicos: estudo sobre o comportamento do consumidor carioca. Contextus – Revista Contetemporânea de Economia e gestão, 9(1).

Romeiro, M. (2006). Um estudo sobre o comportamento do consumidor ambientalmente favorável: uma verificação na região do ABC Paulista. Tese de Doutorado em Administração de Empresas da Faculdade de Economia e Administração – Universidade de São Paulo.

Santos, T., Lima, M. V. V., Brunetta, D. F., Maffezzolli, E. C. F., Fabris, C. & Mady, E. B. (2009). As fases da lealdade e os construtos sentimentos, intimidade, interdependência e autoconexão na relação consumidor-marca. Anais do XXXIII Encontro da ANPAD, 2009. São Paulo.

Shiffman, L. & Kanuk, L. (2004). Comportamento do consumidor. Rio de Janeiro: LTC.

Silva, A. A., Ferreira, M. Z. & Ferreira, P. (2009). A. estratégias de marketing verde e o comportamento do consumidor: um estudo confirmatório na grande São Paulo. Anais do XII Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais - Simpoi, São Paulo, SP.

Solomon, M. (2005). Consumer behavior: buying, having and being. New Jersey: Printice-Hall, 2002. Souza, J. N. S. & Benevides, R. C. A. Marketing verde: comportamento e Atitudes dos Consumidores. Anais do II Simpósio de Excelência em Gestão em Tecnologia - SEGeT, 2005, Rio de Janeiro, RJ. Rio de Janeiro: SEGeT.

Stern, P. (1999). Information, incentives, and proenvironmental consumer behavior. Journal of Consumer Policy, 22(4).

Stock, R. J. & Lambert, M. D. (2001). Strategic logistics management. New York, ed 4.

Straughan, R. D. & Roberts, J. (1999). A. environmental segmentation alternatives: a look at green consumer behavior in the new millennium. Journal of Consumer Marketing, 16(6).

Thompson, A. A. J. & Strickland, A. J. (2000). Planejamento estratégico: elaboração, implementação e execução. São Paulo, SP. Editora Pioneira, 1a edição.

Wright, P., Mark, J. K. & Parnell, J. (2000). Administração estratégica: conceitos. São Paulo: Atlas, 1a edição.

Zadek, S. (2006). Responsible competitiveness: reshaping global markets through responsible business practices. Corporate Governance, 6(4).

Zandoná, L., Gomes, C. M. & Madruga, L. R. R. G. (2009). Green marketing: uma análise da emergência temática. Anais do XI Encontro Nacional e I Encontro Internacional Sobre Gestão Empresarial e Meio Ambiente. Rio Grande do Sul: novembro.

Zsolnai, L. (2006). Competitiveness and corporate social responsibility. Milão: Fondazione Eni Enrico Mattei, junho.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CBR - Consumer Behavior Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

  RePEc Ideas

Flag Counter

Consumer Behavior Review - eISSN: 2526-7884

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License