Um “Novo Homem” para o Consumo: A representação da masculinidade em propagandas de Avon e Natura

Leonardo Botelho Dória, Patricia Cecilia Burrowes

Resumo


Este trabalho aborda a questão das representações do gênero masculino/masculinidade na publicidade, apresentando como objeto de estudo três campanhas publicitárias veiculadas pela Avon e pela Natura entre 2016 e 2017: “Para TodEs”; “Toda beleza pode ser” e “Lançamento da linha Natura Homem”. A metodologia de abordagem qualitativa utiliza o método da análise de conteúdo. Foi elaborado um quadro que cruza as dimensões retórica, estética, informacional e promocional do modelo de literacia publicitária de Malmelin, com aspectos extraídos do material analisado: personagens; figurinos; cenários; cores; trilha sonora; tom de voz; gestos e ações. Verifica-se um esforço das marcas para desconstruir a imagem do “homem macho”, embora muitos elementos recaiam nos estereótipos de gênero. Ambas empregaram estratégias de persuasão baseadas no engajamento na causa e nos valores da diversidade. Conclui-se que as marcas se apropriam de imagens e discursos socialmente valorizados, com o intuito de atrair nichos de consumidores.

Palavras-chave


Masculinidade; Gênero; Publicidade.

Texto completo:

PDF

Referências


AvonBR. (2016, Junho 28). BB Cream Color Trend e a Democracia da Pele – Avon apresenta [Arquivo em vídeo]. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2018.

Badinter, E. (1993). XY: sobre a identidade masculina (M. I. Duque Estrada, Trad.). Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Burrowes, P. (2005). Viagem ao território da publicidade. Comunicação, Mídia e Consumo, 2(5), 205-219.

Butler, J. (2003). Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade (R. Aguiar, Trad.). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Denscombe, M. (2010). The Good Research Guide: for small-scale social research projects. (4ª ed.). Nova Iorque: McGraw-Hill.

Foucault, M. (1985). História da Sexualidade I: A vontade de saber. (7ª ed.). Rio de Janeiro: Graal.

Foucault, M. (1979). Microfísica do Poder (R. Machado, Org. e Trad.). Rio de Janeiro: Graal.

Januário, S. B. (2016). Masculinidades em (re)construção: Gênero, Corpo e Publicidade. Covilhã: LabCom.IFP.

Januário, S. B. (2014). Homens em revista: gênero, cultura e imagem nas representações masculinas na Publicidade. Anais do XXXVII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Foz do Iguaçu-PR.

Machado, M. (2010). Consumo e politização: discursos publicitários e novas formas de engajamento juvenil. (Tese de Doutorado). Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Machado, M., Burrowes, P., & Rett, L. (2017). Para ler a publicidade expandida: em favor da literacia midiática para análise dos discursos das marcas. Anais do XXVI Encontro Anual da Compós, São Paulo-SP.

Maquiagem Natura. (2017, Junho 18). Toda beleza pode ser [Arquivo em vídeo]. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2018.

Matos, M. (2008). Teorias de gênero ou teorias e gênero? Se e como os estudos de gênero e feministas se transformaram em um campo novo para as ciências. Revista Estudos Feministas, 16(2), 333-357.

Natura Brasil. (2017, Julho 2). A linha Natura Homem celebra todas as maneiras de ser homem [Arquivo em vídeo]. Disponível em: . Acesso em: 30 out. 2018.

Nolasco, S. (1993). O mito da masculinidade. Rio de Janeiro: Rocco.

Scavone, L. (2008). Estudos de gênero: uma sociologia feminista?. Revista Estudos Feministas, 16(1), 173-186.

Scott, J. (1995). Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Revista Educação & Realidade, 20(22).

Silva, L. D. (2016). Os casais de O Boticário e o que o público achou deles: publicidade, representação e consumo como arena de ativismo. (Trabalho de Conclusão de Curso). Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 CBR - Consumer Behavior Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

  RePEc Ideas

Flag Counter

Consumer Behavior Review - eISSN: 2526-7884

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License