A ARQUEOLOGIA SUBAQUÁTICA E O PATRIMÔNIO SUBMERSO DO LITORAL PERNAMBUCANO: BREVE HISTÓRIA TRANSATLÂNTICA

Ana Nascimento, Lenivaldo Cavalcante, Darlan Amorim

Resumo


Pernambuco – mais  especificamente  o Recife – foi, durante toda a sua História, caracterizado pelo comércio marítimo. Evidenciado na sua condição natural  de porto,  tem na sua existência, diversos  acontecimentos  relativos  às  navegações:  um intenso comércio com embarques  e desembarques  das  mais  diferentes  cargas  e pessoas de várias partes do mundo, além de batalhas, ataques de corsários e piratas, e outros acontecimentos. O  porto do Recife era tanto ponto de partida quanto de chegada e o mar, o caminho até outros portos. Os vestígios  desses  eventos  não estão somente nos  registros  escritos, mas  também no espaço submerso onde repousam diversos naufrágios. O objetivo do Projeto O Patrimônio Subaquático  do Litor al Per nambucano, é, dentre outros, resgatar, arqueologicamente, parte da história das navegações através do estudo de naufrágios dispersos  em toda a sua costa,  bem como de outros  acontecimentos  relacionados,  como fortificações  e instalações  portuárias desaparecidas. Na fase inicial, estamos  concentrando a pesquisa na busca dos  documentos  em arquivos diversos, como o Arquivo Público Estadual Jordão Emerenciano (Apeje), o Projeto Resgate Barão do Rio Branco, o Gabinete Português  de Leitura,  O  Arquivo Nacional, o Arquivo da Marinha.  A  leitura e transcrição documental,  a identificação bibliográfica e a elaboração de um banco de dados  irão indicar  com maior exatidão a localização dos objetos em questão e reduzir o raio de busca. Ainda em andamento, a pesquisa vem fornecendo elementos  para a busca e identificação de alguns  naufrágios  e documentos  referentes  à construção naval, que podem auxiliar na identificação da cultura material, além de fornecer dados substanciais  para a recuperação do cotidiano dos homens do mar em navios e em seus portos. A localização de naufrágios e outros sítios subaquáticos são de fundamental importância para a compreensão do processo histórico,  não só local, mas para a sua inserção numa História transatlântica.

 

ABSTRACT

Pernambuco ­more specifically Recife ­ has been, throughout its history, characterized by maritime trade. For its  natural port­shaped coast, there are several events related to navigation: an intense shipments and landings´ trade of the most different loads and people from various parts of the world, besides battles, attacks by privateers and pirates among other events. The Port of Recife was both point of departure and arrival, and the sea was the way to other ports. The remnants of this history is not only in written records, but also underwater, where there are several submerged shipwrecks.  The objective of the Project Underwater  Heritage of Pernambuco´s Coast is  among others to rescue part of the history of sailing throughout the study of shipwrecks scattered throughout the coast as well as other related events such as fortifications and port facilities that disappeared. At the initial stage we are concentrating our research in the search of various documents in places such as the State Public Archive Jordão Emerenciano (Apeje), the Rescue Project Barão do Rio Branco, the Portuguese Reading Gabinet, The National Archive, the Naval Archive. The reading and transcription of documents, identification of data and the preparation of database will indicate with greater accuracy the location of archaeological objects and reduce the range of search. Still in progress, the search has been supplying elements for search and identification of some shipwrecks  and documents related to shipbuilding, which can assist  the identification of cultural material,  in addition to substantial data for the recovery of daily men´s life at sea on board of ships and in ports. The location of shipwrecks  and other underwater sites is  of fundamental importance not only for the understanding of our  local historical process, but also for its inclusion in a transatlantic history.

Key words: Underwater Heritage; Shipwreck; Daily Life. 


Palavras-chave


Patrimônio Subaquático; Naufrágio; Cotidiano

Texto completo:

PDF

Referências


ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO, Cx. 123, Doc. 9.393.

ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO, Cx. 132, Doc. 9.957.

ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO, Cx. 182, Doc. 12.666.

ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO, Cx. 182, Doc. 12.685.

ARQUIVO HISTÓRICO ULTRAMARINO – Plantas do Recife. Documento avulso – Regimento dos Sinais Portuários (século XVIII).

ARAÚJO, José Góes de. Naufrágios e Afundamentos­Costa do Brasil­1503 a 1995.

AZCÁRRAGA Y DE BUSTAMANTE, J. L. De. El Corso Marítimo. Madrid: CSIC., 1959.

BARLEUS, Gaspar. Historia dos feitos recentemente praticados durante oito anos no Brasil e noutras partes sob o governo do ilustríssimo João Maurício Conde de Nassau, etc ­ 2ª Edição ­ Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1940.

BICALHO, Maria Fernanda. A cidade e o império: o Rio de Janeiro no século XVIII. Rio de Janeiro – Civilização Brasileira, 2003.

BRAUDEL, Fernand. Escritos sobre a História. São Paulo: Perspectivas: 2005. (Debates; 131 / dirigida por J. Guinsburg).

CARDOSO, Ciro Flamarion e VAIFAS, Ronaldo. (org) Domínios da História. Rio de Janeiro: Elsevier, 1997.

CAVALCANTE DA SILVA, Lenivaldo. A Ferro e Fogo – Pólvora, armas e munições em Pernambuco (1534­1630). Monografia. UFPE. 2003.

EXQUEMELING, Alexander Olivier. Piratas de la America y Luz a la Defensa de las Costas de Índias Occidentales. Sevilha: Hispano Americana de Publicaciones, 1987.

GUERRA, Flávio. Uma aventura holandesa no Brasil. Recife. Companhia Editora de Pernambuco. 1977. 2º Vol. Série Evolução Histórica de Pernambuco.

JOHNSON, Charles. Piratas. Uma História Geral dos Roubos e Crimes de Piratas Famosos. Edição e tradução de Eduardo San Martin. 2ª ed. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2004.

KOSTER, Henry. Viagens Ao Nordeste do Brasil. Coleção Pernambucana. Vol. XVII. Governo do Estado de Pernambuco. Secretaria de Educação e Cultura. Recife. 1978

MACHADO, Marco Antônio Gonsalves (org). Guia de Fontes para a História franco­brasileira: Brasil Colônia, Vice­rei e Reino Unido. Recife e Esplanada dos Ministérios – Brasília, 2002.

MAXWELL, Kenneth. Marquês de Pombal – Paradoxo do Iluminismo. 2ª edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996

MENDES, Darlan Amorim Maia. Conceitos e fontes para uma História da Pirataria nos oceanos da América Latina ­ Do século XVI ao XVIII ­ Monografia. UFPE. 2007.

PEREIRA DA COSTA, Francisco Augusto. Anais Pernambucanos. Recife: FUNDARPE – Diretoria de Assuntos Culturais, 1983/84, Volumes 1, 2, 3, 4, 5, 7 e 9.

PERNAMBUCANO, Ulysses. O Cabo de Santo Agostinho e a Baia de Suape: Arqueologia e História. Revistado Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico. Vol. LIII.

REIS, Nestor Goulart. Imagens do Brasil Colonial. Figura PE 33. Meio digital

RODRIGUES, Jaime. De Costa a Costa: Escravos, marinheiros e intermediários do tráfico negreiro de Angola ao Rio de Janeiro (1780 – 1860). Companhia das Letras. 2005.

SALMORAL, Manuel Lucena. Piratas, Bucaneros Filibusteros y Corsarios en América. Madrid: Editorial Mapfre, 1992.

SAN MARTIN, Eduardo. A Viagem do Pirata Richard Hawkins. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2005.

SAN MARTIN, Eduardo. Terra à Vista: História de Naufrágios da Era dos Descobrimentos. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 3ª edição, 1998.

TOLLENARE, L.F. Notas Dominicais. Coleção Pernambucana. Vol. XVI. Governo do Estado de Pernambuco. Secretaria de Educação e Cultura. Recife. 1978

VAINFAS, Ronaldo. (org.) Dicionário do Brasil Colonial (1500­1808). São Paulo: Editora Objetiva, 2000.

WEHLING, Arno. História Administrativa do Brasil: administração portuguesa no Brasil, de Pombal a D. João. Brasília: Fundação Centro de Formação do Servidor Público, 1986. V.6




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN: 2448-2331

© 1984-2020 CLIO Arqueológica 
Universidade Federal de Pernambuco - UFPE
Programa de Pós-Graduação em Arqueologia
Centro de Filosofia e Ciências Humanas, 10º andar
Avenida da Arquitetura, S/N - Cidade Universitária
CEP 50.740-550 Recife (PE), Brasil

 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License

 

UFPE LOCKSS Open Access

 

Instituições de referência para a CLIO Arqueológica:

Capes ABEC Fumdham INAPAS LatinRev