A HOMOSSEXUALIDADE FEMININA NA LITERATURA JUVENIL LGBTI

Caroline Amaral, Paula Regina Costa Ribeiro

Resumo


Alguns livros juvenis vêm apresentando personagens jovens lésbicas, gays, transgêneros e intersexuais como protagonistas de suas histórias. Frente a isso, há interesse em analisar de que forma a literatura juvenil, enquanto artefato cultural, vem produzindo significados sobre o “ser lésbica”. Utiliza-se da Análise Cultural. As análises estão divididas em duas categorias: produção da feminilidade e produção do desejo afim de tecer apontamentos a partir dos artefatos e fundamentações teóricas. Vê-se que os livros Diário de uma garota atrevida, Amor entre meninas e Uma bebida e um amor sem gelo, por favor, sinalizam a homossexualidade feminina como permeada por regras hetenormativas. Nota-se que existem normas que interpelam a maneira como jovens lésbicas representadas nos livros vivem suas identidades sexuais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32359/debin2018.v1.n1.p158-184



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.