ARISTÓTELES E WITTGENSTEIN: do sentido e significado da lógica

Suelen Santos, Alesandro Pinto

Resumo


O texto que segue é o resultado de uma pesquisa (quali)(quanti)tativa e bibliográfica. A pesquisa é explicativa, e tem-se por objetivo perceber a existência de múltiplas lógicas por meio do deslocamento do sentido e do significado da lógica de Aristóteles e de Wittgenstein. Escolhemos como material de pesquisa o referencial teórico de dois pensadores que mudaram de modo significativo o pensamento da humanidade: Aristóteles (384-322 a.c.) e Ludwig Josef Johann Wittgenstein (1889-1951). A lógica de Aristóteles expõe o pensamento e a percepção do filósofo sobre a lógica, apresentando a lógica formal, onde a verdade é fixada nas proposições. A lógica de Wittgenstein aborda o pensamento e a percepção de lógica, apontando que os jogos de linguage, as palavras, os signos e as frases admitem vários significados, com uma pluralidade nada fixa.

Palavras-chave


lógica; aristóteles; wittgenstein; sentido; significado

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v3i3.2191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br