A MATEMÁTICA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES DOS ANOS INICIAIS: REFLEXÕES A PARTIR DE UMA ANÁLISE DE TESES E DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS ENTRE 2005 E 2010 NO BRASIL

Gaya Marinho de Oliveira, Ana Teresa de C. C. de Oliveira

Resumo


Nos propomos a examinar, nesse estudo,  pesquisas recentes sobre a formação inicial de professores que vão ensinar matemática nos anos iniciais, a fim de perceber e analisar que aspectos e dimensões vêm sendo destacados e privilegiados nessas produções, assim como problematizar questões que emergiram a partir das referidas pesquisas. Baseamo-nos nas dissertações e teses brasileiras publicadas entre 2005 e 2010. Selecionamos os trabalhos através do Banco de Teses da CAPES e da revista Zetetiké. Nossas análises apontam para: o pouco tempo destinado à formação matemática nos cursos de Pedagogia; ênfase em aspectos metodológicos, em detrimento dos conteúdos matemáticos; desarticulação entre teoria e prática; ênfase em conteúdos de números e operações; um razoável conhecimento acumulado sobre legislação, programas, ementas, crenças e deficiências na formação matemática; carência de pesquisas sobre os formadores desses professores; necessária reformulação do estágio e das disciplinas teóricas dos cursos de formação. 


Palavras-chave


Formação Inicial de Professores; Anos Iniciais; Matemática.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v4i1.2238

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br