O ENSINO DE GRÁFICOS E TABELAS NA PERSPECTIVA DA TEORIA DA ATIVIDADE
Teaching graphics and tables in the activity theory perspective

Alissá Mariane Garcia Grymuza, Rogéria Gaudêncio do Rego

Resumo


O presente estudo teve como objetivo central analisar atividades dirigidas ao ensino de gráficos e tabelas para estudantes do 5º ano do Ensino Fundamental, considerando elementos da Teoria da Atividade, de Leontiev (1978, 2012). Realizamos um estudo de natureza qualitativa, desenvolvido por meio de questionários e entrevistas com os professores, bem como da observação direta de suas práticas. Partimos do princípio de que o comprometimento do professor com um ensino de qualidade é necessário, mas não suficiente, sendo indispensável o domínio do que pretende ensinar e a seleção criteriosa de estratégias que possibilitem a construção de conhecimento pelo aluno, considerando-se os diferentes momentos que compõem uma atividade, começando pela motivação e finalizando pelo seu controle. Como resultado evidenciamos que os professores não demonstraram a devida compreensão acerca dos objetivos do trabalho com gráficos e tabelas em sala de aula, seja em suas especificidades, seja nas relações entre eles, o que compromete a qualidade de ensino desses conteúdos. Temos, em uma mesma escola, professores com práticas que pouco se assemelham, na relação com o conteúdo ou com os alunos, não sendo possível considerá-la como um todo, quanto à qualidade de seu ensino, considerando-se a perspectiva da teoria de Leontiev.

 

ABSTRACT

This study had as a central objective to analyze activities aimed at teaching graphs and tables for students of the 5th grade of primary school, considering elements of Activity Theory, Leontiev (1978, 2012). We carried out a qualitative study, developed through questionnaires and interviews with teachers, as well as direct observation of their practices. Our start point was that the teacher's commitment to quality education is necessary, but not sufficient, which means that the mastery of the subjects being taught and careful selection of strategies that allow the construction of knowledge, considering the different moments that form an activity, starting with the motivation and ending with the control are necessary. As a result we showed that the teachers have not demonstrated proper understanding of the objectives of working with graphs and tables in the classroom, or in their specificities, or in the relations between them, which jeopardises the quality of education on this topic. We have, in the same school, teachers with practices that bear little resemblance, either in relation to the contents or to the students, it is not possible to consider it as a whole, regarding the quality of their teaching, considering the perspective of the theory of Leontiev.


Palavras-chave


Teoria da Atividade; Ensino de Matemática; Educação Estatística; Ensino de Gráficos e Tabelas; Formação de Professores de Matemática

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v7i1.3880

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br