O ENSINO DE PROBABILIDADE NOS ANOS INICIAIS: um olhar sobre a abordagem nos livros didáticos
TEACHING PROBABILITY IN EARLY SCHOOL YEARS: A LOOK AT THE APPROACH IN TEXTBOOKS

Renata Moraes Santana, Rute Elizabete Souza de Rosa Borba

Resumo


Este artigo tem como objetivo analisar a abordagem do tópico probabilidade em livros didáticos de Matemática de anos iniciais do Ensino Fundamental. Foram analisados 11 livros do 5º ano, do Guia do Plano Nacional do Livro Didático de 2006. Evidenciou-se que as maneiras mais utilizadas para a introdução da probabilidade são associadas às ideias de porcentagem, de fração ou de Combinatória. Observou-se, ainda, que cinco noções foram explicitamente abordadas: chance, probabilidade, experimento aleatório, previsão e tentativa, sendo a de chance a mais frequente, mas nenhuma coleção abordou todas essas noções. Quanto aos tipos de atividades, as mais frequentes foram as do tipo situações-problema, sendo 50% dos problemas apresentados apenas com o enunciado e sem nenhum tipo de representação simbólica auxiliar, além da escrita. Conclui-se que, em geral, os livros didáticos não exploram amplamente a probabilidade, pois o fazem de forma fragmentada, sem motivar o aluno para a aprendizagem deste conceito.

This article aims to analyze the approach to probability in Mathematics textbooks of the early years of Elementary School. 11 books of the 5th year of the National Textbook Plan Guide of 2006 were analyzed, It was observed that the ways commonly used for the introduction of probability are associated with the ideas of percentages, fractions or Combinatorics. There were also five notions that were explicitly addressed: chance, probability, random experiment, prediction and trial, with chance being the most frequent, but no collection addressed all of these notions. As for the types of activities, the most frequent were problem 2 EM TEIA – Revista de Educação Matemática e Tecnológica Iberoamericana - vol. 7 - número 1 - 2016 situations, with 50% of the problems presented only with the statement and without any auxiliary symbolic representation, in addition to writing. We conclude that, in general, textbooks do not explore probability widely, because it is presented in a fragmented way, without motivating the student to learn this concept.


Palavras-chave


Probabilidade; Anos Iniciais; Ensino Fundamental; Livros Didáticos; Atividades Propostas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.36397/emteia.v7i1.4995

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

ISSN 2177-9309

Contato: revista.emteia@ufpe.br