Repensando a Função Dirigir: uma Análise a partir de Livros Introdutórios de Administração

Maria Tereza Flores-Pereira

Resumo


 
Mapear como a função dirigir vem sendo construída, principalmente a partir de livros introdutórios
de Administração, é o objetivo inicial deste ensaio teórico. Desta investigação apontamos algumas
tendências de teorização, assim como realizamos uma análise questionadora e crítica para cada
uma delas. Para atingir tais objetivos retomamos as funções clássicas do administrador, das quais
destacamos a função direção, revemos a história que nos permite a compreensão de uma mutação
na denominação desta função para a idéia de liderança, assim como analisamos como os livros
introdutórios vêm trabalhando com as temáticas da direção, da liderança e da motivação.
Discutimos, então, a validade dos conceitos apresentados, assim como questionamos as lógicas
inerentes a tais conceitos. As análises realizadas nos permitiram questionar tais livros em relação:
(a) à centralidade que atribuem ao líder-administrador no processo de gestão; (b) à
“desatualização” com a qual conceituam a temática da motivação, questionando também as
práticas de gestão decorrentes; (c) à construção de uma marcada (e fictícia) diferença entre as
figuras do administrador e do líder. Desses questionamentos emerge a argumentação final de que
uma outra construção naturalizada por tais textos necessita ser revista: a marcada e real
separação entre líder/liderado ou administrador/subordinado.
 
Palavras-chave: Funções Administrativas, Função Dirigir, Liderança, Motivação, Livros
Introdutórios de Administração.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................