Estereótipos de Gênero e Carreira Executiva na Literatura Gerencialista

Cíntia Rodrigues de Oliveira Medeiros, Jacqueline Florindo Borges, Rodrigo Miranda

Resumo


A literatura gerencialista tem um papel ativo na disseminação de modelos do executivo ideal,
exercendo influência no comportamento de homens e mulheres que desejam uma bem sucedida
carreira no mundo dos negócios. Neste artigo, nós analisamos os estereótipos e as representações
discursivas de gênero veiculados em uma revista cujo foco editorial é a carreira de executivo. Nós
utilizamos o método de análise semiótica para examinar as capas da revista VOCÊ S/A ao longo de
uma década, desde sua criação. O objetivo é identificar como a revista contribui para a reificação
de modelos estereotipados dos papéis exercidos por homens e mulheres no mundo dos negócios.
Os resultados deste estudo reforçam que esse periódico veicula informações textuais e imagéticas
“carregadas” de valores e cultura, tornando-se, assim, um artefato mediador que influencia o
público a que se destina.  Também, revelam que o periódico analisado reproduz, ao invés de
transformar, a situação concreta vivida por homens e mulheres no espaço organizacional. 
 
Palavras-chave: Carreira. Estereótipos do Executivo Ideal. Gênero. Literatura Gerencialista.
Representações Sociais.
 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................