Qualidade de Vida na Terceira Idade: um Estudo de Caso do SESC Alagoas

Janaina Madeiros Ferreira, Neila Conceição Viana da Cunha, Anaximandro Zylene Casimiro Menut

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar a qualidade de vida dos idosos que participam dos programas
do SESC Alagoas. Avaliar a qualidade de vida do idoso reveste-se de importância científica e social
por permitir a implementação de alternativas válidas de intervenção em políticas sociais gerais, no
intuito de promover o bem-estar das pessoas idosas. Trata-se de um estudo exploratório, realizado
com 135 idosos que participam das atividades ofertadas pelo SESC/AL. A metodologia adotada
para esta pesquisa, baseia-se numa abordagem quali-quantitativa, que proporciona melhor visão e
compreensão do problema. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram a entrevista e
o questionário. Foram aplicados 135 questionários, perfazendo 71% da população investigada. A
análise dos dados foi realizada com a utilização do software SPSS – Statistical Package for the
Social Sciences. Os resultados mostraram que 81% dos idosos afirmam que sua qualidade de vida
é boa ou muito boa e isso se associa a situações relacionadas com a capacidade de concentração,
acesso a atividades de lazer, capacidade para se deslocar fisicamente, capacidade de trabalho,
relacionamentos pessoais, acesso a serviços de saúde dentre outras.
 
Palavras-chaves: qualidade de vida; terceira idade; qualidade de vida na terceira idade.
 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................