REDES DE EMPRESAS NO RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE DE RESULTADOS COMPETITIVOS E FATORES DE DESENVOLVIMENTO

Douglas Wegner, Milton Luiz Wittmann, Dalva Maria Righi Dotto

Resumo


Mudanças no ambiente concorrencial estimularam o desenvolvimento de estratégias
interorganizacionais, nas quais organizações cooperam para se tornarem mais competitivas. No Rio
Grande do Sul existem atualmente mais de 120 redes horizontais de empresas, criadas com o
apoio governamental ou a partir de iniciativas autônomas dos empresários. Este trabalho, a partir
de um estudo de casos múltiplos, teve como objetivo identificar e analisar os resultados
competitivos e os fatores que estimulam ou restringem a formação e desenvolvimento de redes
interorganizacionais no Rio Grande do Sul, em um total de 87 empresas de diferentes regiões do
Estado, pertencentes a quatro redes. Reconhecimento da empresa no mercado, melhorias de
gestão e menores preços de compra foram os resultados competitivos mais significativos gerados
pelas redes. Verificou-se também que esses resultados competitivos foram influenciados
principalmente pelos fatores identificados como cultura de colaboração dos empresários
participantes e aspectos organizacionais do empreendimento coletivo, ocorrendo um reforço mútuo
entre os fatores descritos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................