Um Estudo da Relação entre o Valor de Mercado de Empresas Listadas na Bovespa e seus Direcionadores de Valor

Ana Luísa Gambi Cavallari de Amorim, Tabajara Pimenta Júnior, Luiz João Corrar

Resumo


A abertura e liberalização de fluxos de capitais, no processo da globalização financeira, intensificou
os processos de reestruturação organizacional em muitos países. A necessidade de valoração das
empresas nesses processos, e a necessidade da precificação de seus valores mobiliários nos
mercados de capitais, ampliou o interesse de investidores, financistas e acadêmicos sobre os
fatores ou variáveis que direcionam o valor de uma empresa. Este trabalho objetivou identificar se
o desempenho dos chamados direcionadores de valor tem relação com o desempenho do preço das
ações de empresas de capital aberto listadas na Bovespa, classificadas por setor de atuação, no período de 1997 a 2007. Foram utilizados dados em painel de 243 ações, de 181 empresas, de 15
setores, num total de 3.689 observações. Os resultados mostraram que, para sete dos setores
estudados, os direcionadores de valor não têm uma relação estatísticamente consistente com o
valor das empresas. Para as empresas de oito setores, há indícios de relações com confiabilidade
estatística, mas com R2
 pouco relevantes. Os resultados mais expressivos apontam que para as
empresas do setor de transportes, os direcionadores de valor, vendas e impostos, mostraram-se
capazes de explicar até 28,5% das alterações no preço de suas ações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................