O RISCO DE MERCADO DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS CAPM E GARCH-M

Daniel Loureiro Araújo, Aureliano Angel Bressan, Luiz Alberto Bertucci, Wagner Moura Lamounier

Resumo


Este estudo  busca avaliar o risco de
mercado  de empresas do agronegócio
brasileiro por meio do uso do CAPM. Os
testes ARCH-LM realizados confirmaram a
presença de heteroscedasticidade condicional
em todas as equações estimadas. Sendo
assim, os efeitos ARCH  foram considerados
por meio da estimação de um CAPM
Condicional, em uma  estrutura GARCH-M,
que incorpora a volatilidade condicional como
variável explicativa na equação da média. O
modelo GARCH-M mostrou-se mais robusto
do que o CAPM condicional, ajustando-se
melhor aos dados. No que concerne à
capacidade  preditiva dos  dois modelos, não
foram verificadas evidências estatísticas da
superioridade de um sobre o outro. Os betas
estimados para as  empresas  deste setor
sinalizam para o uso potencial destes ativos
com a finalidade de redução  do risco
sistemático  em carteiras de renda variável.
Além disso, os resultados sinalizaram para a
atratividade  de novas captações  de recursos
no mercado financeiro, viabilizando o
crescimento de longo  prazo e a redução
potencial do custo médio de capital das
empresas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


..................................................................................................................................................................................................................................................................................